A AFETIVIDADE NA RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO E O PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM:

Autores

  • Gleice Mari Machado de Miranda Rodrigues UNICENTRO/I
  • Caroline Elizabel Blaszko Universidade Estadual do Paraná, Campus União da Vitória
  • Nájela Tavares Ujiie UNESPAR/Paranavaí

Palavras-chave:

Educação, Afetividade, Relação Professor-Aluno, Processo Ensino-Aprendizagem

Resumo

O estudo discute a influência da afetividade nas relações entre professor-aluno e seus contributos para o processo de ensino-aprendizagem. Objetiva-se demonstrar a importância da afetividade ao longo do processo de escolarização e seus respectivos impactos na preparação e aprendizagem do aluno, alertando também para a necessidade de novas pesquisas acadêmicas sobre a afetividade em sala de aula. A problemática que norteou este estudo consiste em quais são as contribuições da afetividade no processo de ensino-aprendizagem e seus impactos na relação professor-aluno. A estrutura do artigo é dividida em três temas principais, sendo estes: conceituações e reflexões sobre a aprendizagem e a afetividade, a importância da afetividade na relação professor-aluno e na aprendizagem e, por último, o levantamento e análise de dados. A metodologia é de cunho bibliográfico, enriquecido com o estado do conhecimento, a partir do Portal Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), na última década. Dos artigos encontrados, dezenove focalizam o descritor afetividade, abrangendo as etapas da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior EaD e presencial, os quais evidenciaram a importância do professor e sua influência através do desenvolvimento de interações, relações harmoniosas e afetivas estabelecidas desde a educação infantil até o ensino superior. Concluiu-se então que, ao longo do processo de escolarização, a afetividade é um fator imprescindível, que gera reflexos positivos na educação, e que o professor se faz primordial para o desenvolvimento de relações afetivas estabelecidas em todos os níveis de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gleice Mari Machado de Miranda Rodrigues, UNICENTRO/I

Pedagoga. Graduada em Administração Pública. Especialista em Gestão Pública e em Gestão Estratégica de Negócios.

Caroline Elizabel Blaszko, Universidade Estadual do Paraná, Campus União da Vitória

Pedagoga. Psicopedagoga. Especialista em Educação Especial. Mestre em Ensino de Ciências e Tecnologia. Doutora em Educação. Docente colaboradora do Colegiado de Pedagogia, da Universidade Estadual do Paraná, Campus de União da Vitória (UNESPAR/UV), Professora formadora do Curso de Licenciatura de Pedagogia na modalidade a Distância (UAB-UNICENTRO). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação: teoria e prática (GEPE/UNESPAR).

Nájela Tavares Ujiie, UNESPAR/Paranavaí

Pedagoga. Psicopedagoga. Especialista em Educação Infantil. Mestre em Educação. Doutora em Ensino de Ciências e Tecnologia. Professora Adjunta do Colegiado de Pedagogia e Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPIFOR), da Universidade Estadual do Paraná, Campus de Paranavaí (UNESPAR/Paranavaí). Líder do do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação: teoria e prática (GEPE/UNESPAR).

Referências

ALEXANDRE, Leandra Tonsach. A importância da afetividade nas relações pedagógicas da Educação Infantil. In: Revista Eventos Pedagógicos, v. 7, n° 2 (19. ed.), p. 486-497, junho/julho 2016. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/2232/1746. Acesso em: 20 jul. de 2020.

ALMEIDA, Ana Rita Silva. A emoção na sala de aula. Campinas: Papirus, 1999.

ANDRADE, Luciane da Silva; TRUGILLO, Edneuza Alves. A afetividade no processo educacional, o olhar do professor. In: Revista Eventos Pedagógicos, v.4, n° 1, p. 109 - 117, março/julho 2013. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/1147/843. Acesso em: 09 jun. 2020.

AQUINO, Julio R. Groppa. A desordem na relação professor-aluno: indisciplina, moralidade e conhecimento. São Paulo: Summus Editorial, 1996.

BRASIL. Decreto nº 9.057, de 25 de Maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 , que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24. Acesso em: 09 jun. 2020.

BRASIL. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 09 jun. 2020.

CAVALCANTE, Meire. Como criar uma escola acolhedora. In: Nova Escola, n° 180, p. 51-57, março 2005.

CAVALCANTI, Beatriz Alves Paulo. Percepções dos alunos sobre a afetividade nas aulas de inglês de Ensino Médio de uma escola técnica. HOLOS, Ano 30, v. 4, p. 512-520, 2014. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/979. Acesso em: 20 jul. de 2020.

CLAXTON, Guy. O desafio de aprender ao longo da vida. Porto Alegre: Penso, 2005.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. 17 ed. São Paulo: Papirus, 2002.

DAVIS, Cláudia; OLIVEIRA, Zilma de. Psicologia na educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

ECKERT, Mauricia Ramos da Silva: OLIVEIRA, Adil Antonio Alves. As relações afetivas como dimensão interdependente das formações cognitivas em sala de aula: um olhar a partir de uma turma de 3° e 4° ano do Ensino Fundamental. Revista Eventos Pedagógicos, v. 5, n° 2 (11. ed.), número regular, p. 251-260, junho/julho 2014. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/1497/1112. Acesso em: 20 jul. de 2020.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. In: Revista Educação e Sociedade, ano XXIII, v. 23, nº 79, p. 257-272, agosto 2002.

FIGUEIREDO, Ana Paula Silva; LEITE, Sergio Antônio da Silva. Afetividade e ensino: marcas de dois professores inesquecíveis da área da Matemática. Revista Docência do Ensino Superior, v. 9, p. 1-17, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.35699/2237-5864.2019.13490. Acesso em: 20 jul. de 2020.

FONSECA, Vitor da. Importância das emoções na aprendizagem: uma abordagem neuropsicopedagógica. In: Revista Psicopedagogia, v. 3, n° 102, p. 365-384, 2016.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, 2002.

LOOS-SANT’ANA, Helga; BARBOSA, Priscila Mossato Rodrigues. Dando voz às crianças: percepções acerca do papel da dimensão afetiva na atividade pedagógica. Rev. Bras. Estud. Pedagog., v. 98, n° 249, p. 446-466, maio/agosto 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.98i249.2639. Acesso em: 20 jul. de 2020.

LOOS-SANT’ANA, Helga; GASPARIM, Liege. Investigando as interações em sala de aula: Wallon e as vinculações afetivas entre crianças de cinco anos. In: Educação em Revista, v. 29, n° 03, p. 199-230, setembro 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-46982013000300009. Acesso em: 20 jul. de 2020.

LOURENÇÃO, Jovana Machado; CUNHA, Marion Machado. A afetividade como práxis essencial nos processos educativos. Revista Eventos Pedagógicos, v.4, n° 2, p. 107-117, agosto/dezembro 2013. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/1273. Acesso em: 20 jul. de 2020.

KULLOK, Maisa Gomes Brandão. (Org). Relação professor-aluno: contribuição à prática pedagógica. Maceió: EDUFAL, 2002.

MAHONEY, Abigail Alvarenga; ALMEIDA, Laurinda Ramalho de. Afetividade e processo de ensino- aprendizagem: contribuições de Henri Wallon. São Paulo, 2005.

MARTINS, Evaneide Dourado. MOURA, Anaisa Alves de.; BERNARDO, Anacléa de Araújo. O processo de construção do conhecimento e os desafios do ensino-aprendizagem. In: Revista on line de Política e Gestão Educacional, v. 22, n° 1, p. 410-423, janeiro/abril 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22633/rpge.v22.n.1.2018.10731. Acesso em: 20 jul. de 2020.

MEDEIROS, Maria Fabrícia de. O papel da afetividade na relação professor e aluno e suas implicações na aprendizagem. In: Revista on line de Política e Gestão Educacional, v. 21, n° esp. 2, p. 1165-1178, novembro 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10179. Acesso em: 20 jul. de 2020.

NETO, João da Silva Carvalho. Afetividade, um instrumento Didático. In: Revista Psicopedagogia, v. 20, n° 61, p. 56-60, 2003.

NUNES, Ana Ignez Belém Lima; SILVEIRA, Rosemary do Nascimento. Psicologia da aprendizagem. Fortaleza: EDUECE, 2015.

OSTERMANN, Fernanda; CAVALCANTI, Claudio José de Holanda. Teorias de aprendizagem. Porto Alegre: EVANGRAF, 2011.

OESTREICH, Laura; COSTA, Daniela; GOLDSCHMIDT, Andréa Inês. O olhar cuidadoso do educador: caminhos percorridos. Revista Prática Docente, v. 3, n° 1, p. 366-385, janeiro/junho 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.23926/RPD.2526-2149.2018.v3.n1.p366-385.id175. Acesso em: 20 jul. de 2020.

PEREIRA, Maria José de Araújo; GONÇALVES, Renata. Afetividade: Caminho para a Aprendizagem. In: Revista Alcance, v. 01, p. 12-19, 2010. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/alcance/article/viewFile/669/625. Acesso em: 20 jul. 2020.

PORTILHO, Evelise Maria Labatut. Como se aprende? Estratégias, estilo e metacognição. Rio de Janeiro: Wak, 2011.

RAMOS, Marina Rodrigues; ARRUDA, Eucidio Pimenta. Afetividade e interatividade na Educação a Distância: análises sobre sujeitos de duas instituições de ensino superior. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n° 01, Edição Especial, p. 133-152, dezembro 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20952/revtee.v11i01.9707. Acesso em: 20 jul. de 2020.

RANGHETTI, Diva Spezia. Afetividade. In: FAZENDA, Ivani. (Org.). Dicionário em construção: interdisciplinaridade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2002, p. 87-89.

SALTINI, Claúdio J. P. Afetividade e inteligência. 4. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

SCHAEFER, Jéssica Simone Galdino. Afetividade entre professor e aluno no processo ensino-aprendizagem. Revista Eventos Pedagógicos, Articulação universidade e escola nas ações do ensino de matemática e ciências, v. 6, n° 2 (15. ed.), número regular, p. 142-151, junho/julho 2015. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/1834/1428. Acesso em: 20 jul. de 2020.

SILVA, Maria Aparecida Alves; Leal, Ana Lúcia. A emoção e suas reflexões no aprendizado de matemática. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, v. 8 n° 3, p. 1-15, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.33448/rsd-v8i3.813. Acesso em: 20 jul. de 2020.

SILVA JR, Romualdo Santos. Indicadores acerca da importância do papel do professor no processo de formação continuada do aluno: um ensaio a partir da Teoria da Aprendizagem Significativa de David Ausubel. Revista Thema, v. 14, nº 2, p. 329-335, 2017. Disponível em: http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/410/371. Acesso em: 20 jul. de 2020.

TONELLI, Elizangela; SOUZA, Carlos Henrique Medeiros; ALMEIDA, Fabrício Moraes de. A praxis docente nos ambientes virtuais de aprendizagem no contexto da dialogicidade. Observatorio (OBS*) Journal, v. 9, nº 1, p. 149-158, 2015. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-59542015000100009. Acesso em: 20 jul. de 2020.

VERAS, Renata da Silva; FERREIRA, Sandra Patrícia Ataíde. A afetividade na relação professor-aluno e suas implicações na aprendizagem, em contexto universitário. Educar em Revista, n° 38, p. 219-235, setembro/dezembro 2010. Curitiba, PR: Editora UFPR. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104- 40602010000300015&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 jul. de 2020.

VEZARO, Marta Rodrigues; SOUZA, Isabela Augusta Andrade. A afetividade na relação professor-aluno no processo de formação e aprendizagem na Educação Infantil. In: Revista Eventos Pedagógicos, v. 2, n° 1 (2. ed. rev. e aum.), p. 230-239, janeiro/julho 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602010000300015. Acesso em: 20 jul. de 2020.

WAGNER, Maiby Gisele; TRUGILLO, Edneuza Alves. A relação professor-aluno na construção do conhecimento. Revista Eventos Pedagógicos, v. 2, n° 1 (2. ed. rev. e aum.), p. 200-209, janeiro/julho 2011. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/111. Acesso em: 20 jul. de 2020.

Downloads

Publicado

2021-05-28

Como Citar

Machado de Miranda Rodrigues, G. M. ., Blaszko, C. E., & Ujiie, N. T. (2021). A AFETIVIDADE NA RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO E O PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM: . Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 18(1), 61–76. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3960