ARTE, FORMAÇÃO HUMANA E EXPERIÊNCIA ESTÉTICA: POTÊNCIAS (TRANS) FORMADORAS À LUZ DA TEORIA CRÍTICA

Autores

  • Késia Mendes Barbosa Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
  • Keyla Andrea Santiago Oliveira Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

Arte, Formação Humana, Experiência Estética

Resumo

Este artigo de revisão tem como objetivo pensar as relações entre Arte, formação humana e experiência estética tendo como referencial a Teoria Crítica da sociedade e suas contribuições conceituais acerca das potências de transformação e formação humana e social. Os teóricos que fundamentam esta análise são Herbert Marcuse, Theodor W. Adorno e Walter Benjamin. A partir destes autores a Arte é concebida em sua autonomia e transcendência, tendo na experiência estética seu espaço de constituição do humano, de alteridade e desejo de liberdade. O diálogo com estas obras permitiu compreender as potências (trans) formadoras que se constituem na relação Arte, formação humana e experiência estética na medida em que combatem a reificação fazendo falar, dançar, cantar e contemplar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Keyla Andrea Santiago Oliveira, Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

Possui mestrado e doutorado em Educação  pela Universidade Federal de Goías. Atualmente é professora efetiva do quadro de docentes de ensino superior da Universidade Estadual de Mato Grosso do SUl - UEMS, atuando na graduação e na pós graduação. Líder do Grupo de Estudos em Cultura, Arte e Educação - GECCAE

Referências

ADORNO, Theodor. A arte é alegre? In: PUCCI, Bruno; ZUIN, Antônio Álvares; RAMOS-DE-OLIVEIRA, Newton (orgs.). Teoria crítica, estética e educação. Campinas-SP: Autores Associados, Piracicaba, SP; Editora Unesp, 2001. p. 11-18.

ADORNO, Theodor. Educação e emancipação. Ed. 1. São Paulo: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, Theodor. Teoria Estética. Coimbra, Portugal. Edição 70 LDA, 2008.

ADORNO, Theodor. Arte e as artes: primeira introdução à teoria estética. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2018.

ADORNO, Theodor; BENJAMIN, Walter. Correspondência, 1928 - 1940. 2. ed., rev. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

BENJAMIN, Walter. Sobre alguns temas em Baudelaire. In. BENJAMIN, Walter. Charles Baudelaire: um lírico no auge do capitalismo. Tradução: José Martins Barbosa, Hemerson Alves Baptista. 1ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. (Original publicado em 1962).

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: Obras Escolhidas. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 1994, São Paulo: Brasiliense. p. 165-196.

BENJAMIN, Walter. Experiência e Pobreza. Obras Escolhidas. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994 (Obras escolhidas, volume 1). p. 114-119.

BENJAMIN, Walter. O narrador. Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. Obras Escolhidas. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994 (Obras escolhidas, volume 1). p. 197-221.

CHAVES, Juliana de Castro; RIBEIRO, Daviane Rodrigues. Arte em Herbert Marcuse: formação e resistência à sociedade unidimensional. Psicol. Soc. Belo Horizonte, v. 26, abr. 2014. pg.12-21. Disponível em: https://www.scielo.br/j/psoc/a/NLFCy3NvTW6tNXqZpBcthYL/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 13 fev. 2015.

DUARTE, Rosália. Cinema & Educação. Autêntica Editora: Belo Horizonte, 2009.

MARCUSE, Herbert. A dimensão estética. Portugal: Ed. 70 LDA, 2016.

RESENDE, Anita Cristina Azevedo. Arte e conhecimento. In: RESENDE, A. C. A. CHAVES, J. de C. Psicologia Social: crítica socialmente orientada. Goiânia: PUC Goiás, 2010. p. 77–92.

Downloads

Publicado

2022-09-13

Como Citar

Oliveira, K. M. B., & Santiago Oliveira, K. A. (2022). ARTE, FORMAÇÃO HUMANA E EXPERIÊNCIA ESTÉTICA: POTÊNCIAS (TRANS) FORMADORAS À LUZ DA TEORIA CRÍTICA. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 19(1), 138–157. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/4428