ENSINO DE PROGRAMAÇÃO PARA CRIANÇAS E O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO COMPUTACIONAL: ALGUMAS REFLEXÕES

Autores

  • Aletheia Machado de Oliveira Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudente

Palavras-chave:

Crianças. Pensamento Computacional. Ensino de Programação.

Resumo

Um dos grandes desafios enfrentados pela educação é o de refletir sobre os usos efetivos das tecnologias digitais da informação e comunicação, de modo a proporcionar aos estudantes uma aprendizagem contextualizada e significativa. Modificar a relação do estudante com as tecnologias digitais – de consumidores passivos para produtores de conteúdos – é o que almejamos. Diante disso, o objetivo do artigo é refletir sobre os usos efetivos das tecnologias digitais da informação e comunicação na educação nestes tempos tecnológicos, vislumbrando outras formas de fazer educação, sob a perspectiva da criança ser construtora de artefatos digitais por meio do ensino de programação, estímulo ao desenvolvimento do pensamento computacional. Ressaltamos, assim, que nosso estudo é de caráter teórico reflexivo com contribuições de Castells (1999), Coll e Monereo (2010), Papert (1994), Selwyn (2017), dentre outros estudiosos. Apresentamos, em um primeiro momento, uma explanação sobre a abordagem construcionista e a educação, com base nos estudos do seu idealizador Papert. Em um segundo momento, refletimos sobre o ensino de programação para crianças para, em seguida, contextualizar o pensamento computacional e estratégias de implementação adotadas. A partir desse estudo, vislumbramos um horizonte de possibilidades para a necessária mudança de paradigma na educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BONILLA, Maria Helena.; PRETTO, Nelson De Luca. Política educativa e cultura digital: entre práticas escolares e práticas sociais. Revista Perspectiva, Florianópolis, v. 33, n. 2, p. 499-521, maio/ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2015v33n2p499. Acesso em: 09 out. 2020.

BRACKMANN, Christian Puhlmann. Desenvolvimento do pensamento computacional através de atividades desplugadas na educação básica. 2017. 226f. Tese (Doutorado em Informática na Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

BRACKMANN, Christian Puhlmann et al. Panorama global da adoção do pensamento computacional. In: RAABE, André; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica: fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 31-48.

CASTELLS, Manuel. A revolução da Tecnologia da Informação. In: CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 6ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999, p. 67-118.

CHARÃO, Andrea Schwertner; STEIN, Benhur; BARCELOS, Patrícia Pitthan. Clube de computação para alunos dos ensinos fundamental e médio: pesquisa-ação com múltiplas ferramentas. In: RAABE, André; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica: fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 90-98.

COLL, César.; MONEREO, Carles. Educação e aprendizagem no século XXI: novas ferramentas, novos cenários, novas finalidades. In: COLL, César.; MONEREO, Carles. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 15-46.

FURINI, Caroline da Silva; TEIXEIRA, Adriano Canabarro; TRENTIN, Marco. O ensino de programação de computadores na educação infantil. In: RAABE, André; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica:

fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 67-78.

GLIZT, Fabiana Rodrigues de Oliveira. O pensamento computacional nos anos iniciais do ensino fundamental. In: RAABE, André; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica:

fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 201-216.

ISTE/CSTA. Computational Thinking Teacher Resource. 2 ed., 2011. Disponível em: https://cdn.iste.org/www-root/ct-documents/ct-teacher-resources_2ed-pdf.pdf?sfvrsn=2. Acesso em: 12 jan. 2021.

JESUS, Carla; VASCONCELOS, José Braga de.; LIMA, Rui. Scratch e Kodu: iniciação à programação no ensino básico. Lisboa: FCA- Editora de Informática, Ltda. 2016, 195p.

JONASSEN, David H. Computadores, Ferramentas Cognitivas: desenvolver o pensamento crítico nas escolas. Editora: Porto Editora, 2000, 316p.

KAMINSKI, Marcia Regina; BOSCARIOLI, Clodis. Criação de jogos digitais na perspectiva de introdução à Modelagem Matemática nos anos iniciais. Revista Thema, v.18, n.4, p. 1538-1548, ago. 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/328050322_Criacao_de_jogos_digitais_na_perspectiva_de_introducao_a_Modelagem_Matematica_nos_anos_iniciais. Acesso em: 12 out. 2020.

KENSKI, Vani Moreira. O que são tecnologias? Como convivemos com as tecnologias? In: KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. 9ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2012. (Série Prática Pedagógica), p. 17-27.

MARJI, Majed. Aprenda a programar com Scratch: uma introdução visual à programação com jogos, arte, ciência e matemática. São Paulo: Editora Novatec, 2014, 000p.

ORO, Neuza Teresinha et al. Programação de computadores com o Scratc: contando histórias construídas por alunos da escola de Hackers. Revista Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, v. 4, n.1, p. 144-163, dez. 2017. Disponível em: https://www.nied.unicamp.br/revista/index.php/tsc/article/view/155. Acesso em: 15 nov. 2020.

PAPERT, Seymour. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994, 195p.

PINTO, Sérgio C. C. da SILVA; NASCIMENTO, Gisele S. R. do. O pensamento computacional e a nova sociedade. In: VALENTE, José Armando; FREIRE, Fernanda Maria Pereira; ARANTES, Flávia Linhalis. Tecnologia e Educação: passado, presente e o que está por vir. Campinas, São Paulo: NIED/UNICAMP, 2018, p. 302-322.

RAABE, André; BRACKMANN, Christian Puhlmann; CAMPOS, Flávio. Currículo de Referência em Tecnologia e Computação: da educação infantil ao ensino fundamental. 2 ed, São Paulo: CIEB, 2020, 104p.

_____________; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica: fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, 316p.

RIBEIRO, Leila; FOSS, Luciana; CAVALHEIRO, Simone André da Costa. Entendendo o pensamento computacional. In: RAABE, André; ZORZO, Avelino F.; BLIKSTEIN, Paulo. Computação na educação básica: fundamentos e experiências. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 16-30.

RODRIGUEZ, Carla Lopes; REIS, Rachel Carlos Duque; ISOTANI, Seiji. Recursos e estratégias para desenvolvimento e avaliação do pensamento computacional na escola. Revista Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, v. 4, n.1, p. 59-81, dez. 2017. Disponível em: https://www.nied.unicamp.br/revista/index.php/tsc/article/view/165. Acesso em: 15 nov. 2020.

SELWYN, Neil. Educação e Tecnologia: questões críticas. In: FERREIRA, Giselle Martins dos Santos; ROSADO, Luiz Alexandre da Silva; CARVALHO, Jaciara de Sá (orgs.) Educação e Tecnologias: abordagens críticas. Rio de Janeiro: SESES, 2017. p. 85-103. Disponível em: https://ticpe.files.wordpress.com/2017/04/ebook-ticpe-2017.pdf. Acesso em: 10 out. 2020.

SOBREIRA, Elaine Silva Rocha; TAKINAMI, Olga Kikue; SANTOS, Verônica Gomes dos. Programando, criando e inovando com o Scratch: em busca da formação do cidadão do século XXI. In: Jornada de Atualização em Informática na Educação, 2, 2013, Campinas, São Paulo. Anais [...]. Disponível em: https://www.br-ie.org/pub/index.php/pie/article/view/2592. Acesso em: 17 jan. 2021.

___________; VIVEIRO, Alessandra Aparecida; D’ABREU, João Vilhete Viegas. Cultura maker e jogos digitais. In: MEIRA, Luciano; BLIKSTEIN, Paulo. Ludicidade, jogos digitais e gamificação na aprendizagem. Porto Alegre: Penso, 2020, p. 27-38.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO. Referenciais de Formação em Computação: educação básica. 2017. Disponível em: https://www.sbc.org.br/files/ComputacaoEducacaoBasica-versaofinal-julho2017.pdf. Acesso em: 03 jan. 2021.

VALENTE, José Armando. Informática na educação: instrucionismo x construcionismo. Manuscrito não publicado: NIED, 1997.

Downloads

Publicado

2021-07-05

Como Citar

Oliveira, A. M. de. (2021). ENSINO DE PROGRAMAÇÃO PARA CRIANÇAS E O DESENVOLVIMENTO DO PENSAMENTO COMPUTACIONAL: ALGUMAS REFLEXÕES. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 18(1), 100–113. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3956