OS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM E A PATOLOGIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE: REFLEXÕES A PARTIR DA PSICOLOGIA E DA EDUCAÇÃO

Autores

  • Claudio Sardinha Pontes Junior FCL - UNESP
  • Rita Melissa Lepre UNESP

Palavras-chave:

Fracasso escolar; Psicologia escolar; Dificuldades de aprendizagem; Problemas de aprendizagem; Patologização.

Resumo

O tema da educação formal e as problemáticas envolvendo o processo de escolarização não são recentes na história do nosso país, sabe-se que apesar de melhorias significativas nos índices educacionais divulgados pelos dados mais recentes, que ainda existem muitas questões que atravessam esse campo e por isso merecem ser analisadas e discutidas com a profundidade que o tema merece. Assim, tem-se como objetivo no desenvolvimento deste artigo, identificar e analisar os processos históricos, sociais, subjetivos e políticos que compõem a realidade educacional brasileira, refletindo sobre os problemas de aprendizagem e o fenômeno da patologização da educação, pois isso continua ocorrendo em larga escala como forma de lidar com os alunos com baixo desempenho escolar. Para isso, foi realizado levantamento bibliográfico de livros, artigos, dissertações e teses de autores da psicologia escolar/educacional crítica, que problematizam e questionam algumas teorias vigentes durante a constituição da educação no Brasil, teorias que frequentemente justificavam as causas do fracasso escolar de maneira reducionista e patologizante, culpabilizando principalmente os alunos e suas famílias, ao mesmo tempo em que desconsideravam outros aspectos importantes na análise. Apesar de avanços, foi possível constatar que muitas dessas visões são encontradas ainda hoje nas escolas, e por isso busca-se aqui compreender as queixas escolares de modo multifatorial, pensando sobre as possibilidades de atuação e intervenção na interface da psicologia e da educação, por meio de uma práxis transformadora que esteja presente no cotidiano escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudio Sardinha Pontes Junior, FCL - UNESP

Graduado em Psicologia pela UNESP, com ênfase em processos clínicos, saúde mental , desenvolvimento humano e processos educativos e Atualmente mestrando em Psicologia e Sociedade da UNESP.

Rita Melissa Lepre, UNESP

Livre-Docente em Psicologia da Educação (UNESP/2016); Doutora em Educação (UNESP/2005); Mestre em Educação (UNESP/2001) e Graduada/Licenciada em Psicologia (UNESP/1997). Atualmente é Professora Associada da Universidade Estadual Paulista, no Departamento de Educação, da Faculdade de Ciências - Campus Bauru. Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Faculdade de Ciências e Letras - Unesp/Assis e do Mestrado Profissional em Docência para a Educação Básica da Faculdade de Ciências - Unesp/Bauru. Tem experiência na área de Educação e Psicologia, com ênfase em Psicologia da Educação e Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem. Membro do Grupo de Trabalho - Psicologia e Moralidade - da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP). Líder do GEPEDEME - Grupo de Estudos e Pesquisa em Desenvolvimento Moral e Educação (CNPq). Coordenadora do Curso de Pedagogia da Faculdade de Ciências - Unesp/Bauru (2018-2020).

Referências

BOCK, A. M. B. Psicologia da educação: cumplicidade ideológica. Em: M. E. M. Meira & M. A. M. Antunes (Orgs.) Psicologia escolar: Teorias críticas (pp.79-103). São Paulo: Casa do Psicólogo. 2003
BRAY, C. T.; LEONARDO, N. S. T. As queixas escolares na compreensão de educadoras de escolas públicas e privadas. Psicologia Escolar e Educacional, 15(2), 251-261. 2011.
CAMPOS, L. M. L. A Rotulação de Alunos Como Portadores de “Distúrbios ou Dificuldades de Aprendizagem”: Uma questão a ser refletida. Publicação: Série Ideias, n. 28. São Paulo: FDE, 1997. p. 125-140.
CARVALHO, F. B. de; CRENITTE, P. A. P., CIASCA, S. M.. Distúrbios de aprendizagem na visão do professor. Rev. psicopedag., São Paulo , v. 24, n. 75, p. 229-239, 2007 . Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862007000300003&lng=pt&nrm=iso>. Acesso: 10 abr. 2020
CIASCA, S.M. (org). Distúrbios de Aprendizagem: proposta de avaliação interdisciplinar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.
CIASCA, S.M. Distúrbios e dificuldades de aprendizagem em crianças: análise do diagnóstico interdisciplinar. Tese Doutorado. Faculdade de Ciências Médicas, UNICAMP, 1994.
COLLARES, C. A. L. Ajudando a Desmistificar o Fracasso Escolar. Série Idéias, n. 6. São Paulo, FDE, pp. 24-28. 1992.
COLLARES, C. A. L.; MOYSÉS, M. A. A. Preconceitos no cotidiano escolar: a medicalização do processo ensino-aprendizagem. Em Conselho Regional de Psicologia de São Paulo; grupo interinstitucional queixa escolar (Org.). Medicalização de crianças e adolescentes: conflitos silenciados pela redução de questões sociais a doenças de indivíduos (pp.193-211). São Paulo: Casa do Psicólogo. 2010.
FREITAS, L. A instituição do fracasso: a educação na ralé. In: SOUZA, Jessé. Ralé Brasileira quem é e como vive. Belo Horizonte: UFMG. p.281-304.2009
IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa nacional por amostra de domicílios contínua 2016/2018. Rio de Janeiro, 2019.
IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Síntese de Indicadores Sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira 2019. Rio de Janeiro, 2019.
INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo Escolar 2019. Brasília: MEC, 2019.
INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Panorama da Educação: destaques do Education at a Glance 2018. Brasília: Diretoria de Estatísticas Educacionais, 2018. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/eag/documentos/2018/Panorama_da_Educacao_2018_do_Education_a_glance.pdf
INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Relatório Brasil no Pisa 2018. Brasília; MEC. 2019. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2019/relatorio_PISA_2018_preliminar.pdf
INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Relatório SAEB/ANA 2016: panorama do Brasil e dos estados. Brasília, MEC. 2018. Disponível em : http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/RELAT%C3%93RIO+SAEB-ANA+2016+PANORAMA+DO+BRASIL+E+DOS+ESTADOS/41592fab-6fd6-4c21-9fbb-d686f6b05abe?version=1.0
MACHADO, A. M. Avaliação psicológica na educação: mudanças necessárias. In: E. Tanamachi, M. Proença & M. Rocha (Org.), Psicologia e educação: desafios teórico-práticos. 2 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.
MACHADO, A. Perdas e apostas na luta contra o silenciamento presente no processo de medicalização. Revista Entreideias: Educação, Cultura e Sociedade, Salvador, v. 3, n. 1, p. 111- 123, 2014.
MEIRA M. E. M., ANTUNES, M. A. M (Orgs.). Psicologia escolar: Teorias críticas. São Paulo: Casa do Psicólogo. 2003
MEIRA, M. E. M. Para uma crítica da medicalização na educação. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 135-142, 2012.
MEIRA, M. E. M. Psicologia Escolar: pensamento crítico e práticas profissionais. In: SOUZA, M. P. R.; TANAMACHI, E.; Rocha, M (Orgs.). Psicologia e Educação: desafios teórico-práticos. 2 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.
MININ, J. C., LIMA, V.A.A. Psicologia Escolar: breve histórico na construção de perspectivas críticas no Brasil. Revista saberes da Amazônia, v.3, nº6 (p.101-118). 2017.
MOYSÉS, M. A.; COLLARES, C. A. A transformação do espaço pedagógico em espaço clínico. Série Idéias – FDE. São Paulo, n. 23, p. 25-31, 1994.
MOYSES, M. A.; COLLARES, C. Desnutrição, fracasso escolar e merenda. In. PATTO, M. H. (Org.) Introdução à psicologia escolar. 2.ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.
MOYSÉS, M.A.A. & COLLARES, C.A.L. Inteligência abstraída, crianças silenciadas: as avaliações de inteligência. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.
MOYSÉS, M.A.A. & Lima, G.Z. Desnutrição e fracasso escolar: uma relação tão simples? Revista da ANDE, nº 5: 56-62. 1982
MOYSÉS, M.A.A. A institucionalização invisível: crianças que não-aprendem-na-escola. Campinas: Mercado de Letras, 2001
MOYSÉS, M.A.A.; COLLARES, C.A.L. A história não contada dos distúrbios de aprendizagem. Cadernos CEDES, n.28, 1992.
MOYSÉS, M.A.A.; COLLARES, C.A.L. Aprofundando a discussão das relações entre desnutrição, fracasso escolar e merenda. Em Aberto, MEC / INEP, n.57, 1995.
NAVAS, L., SAMPASCUAL, G., CASTEJÓN, J.L. Atribuciones y expectativas de alumnos y professores: Influencia en el rendimento escolar. Revista de Psicología General y Aplicada, 45(1), 55-62. 1992
NAVAS, L.; SAMPASCUAL, G.; CASTEJÓN, J.L. Las expectativas de profesores y alumnos como predictores del rendimiento academico. Revista de Psicologia General y Aplicada. Revista de La Sociedad Española de Psicologia. v. 44, n. 2, abril, p. 231-239, 1991
PATTO, M. H. S. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. 4ª ed., São Paulo: Casa do Psicólogo, 2015.
PATTO, M. H. S. Introdução à Psicologia Escolar. 3ª edição. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997.
PATTO, M.H.S. Laudos psicológicos: notas para urna reflexão. Jornal do Conselho Regional de Psicologia 6a. Região, jan./fev/ 1995, n . 91, p.16.
PAULILO, A. L.. A compreensão histórica do fracasso escolar no Brasil. Cad. Pesqui., São Paulo , v. 47, n. 166, p. 1252-1267, Dec. 2017 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742017000401252&lng=en&nrm=iso>. Acesso: 09 de mar 2020.
PINHEIRO, Silvia Nara Siqueira et al . Fracasso escolar: naturalização ou construção histórico-cultural?. Fractal, Rev. Psicol., Rio de Janeiro , v. 32, n. 1, p. 82-90, abr. 2020 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-02922020000100082&lng=pt&nrm=iso>. Acesso: 15 de jul 2020.
PROENÇA, M. .A queixa escolar e o predomínio de uma visão de mundo. In: A. M. Machado & M. Proença (Orgs.), Psicologia escolar em busca de novos rumos. 3 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo. (2001).
ROMANELLI, O. de O.. História da Educação no Brasil(1930/1973), 8ª ed., Petrópolis: Vozes, 1986.
ROSENTHAL, R. e JACOBSON, L. — Pygmalion in the Classroom. New York: Holt, Rinehart e Winston, 1968.
SAWAYA, S. M. . Novas perspectivas do Sucesso e do Fracasso escolar. In: OLIVEIRA, M. K.; SOUZA, D. T. R.; REGO, T. C. (Org.). Psicologia, Educação e as Temáticas da Vida Contemporânea. 1. ed. São Paulo: Moderna, p. 197-213. 2002.
SCHWEITZER, L.; SOUZA, S. V. de. Os sentidos atribuídos à queixa escolar por profissionais de escolas públicas municipais. Psicol. Esc. Educ., Maringá , v. 22, n. 3, p. 565-572, Dec. 2018 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-85572018000300565&lng=en&nrm=iso>. Acesso: 04 Mai. 2020.
SILVA, J. A. Fatos marcantes na história dos testes psicológicos. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 12, n. 23, p. 177-178, 2002.
Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-863X2002000200013&lng=en&nrm=iso>. Acesso: 15 de Jun 2020.
SOUZA, M. P. R. Prontuários revelando os bastidores do atendimento psicológico à queixa escolar. In: SOUZA, B. de P. (Org.). Orientação à queixa escolar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007.
TANAMACHI, R., ROCHA, M.L., SOUZA, M.P.R.(Orgs). Psicologia e Educação: desafios teórico-práticos. São Paulo: Casa do Psicólogo. 2000.

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Sardinha Pontes Junior, C., & Melissa Lepre, R. (2020). OS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM E A PATOLOGIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE: REFLEXÕES A PARTIR DA PSICOLOGIA E DA EDUCAÇÃO. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 17, 329-345. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3667