ATIVIDADES EDUCATIVAS EMANCIPADORAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Autores

  • Rafael Rossi UFMS
  • Aline Santana Rossi

Palavras-chave:

Formação de Professores, Educação, Professor, Conhecimento

Resumo

O presente artigo é instrumento por meio do qual problematizamos a discussão sobre as possibilidades de desenvolvimento de atividades educativas emancipadoras nos cursos de formação de professores a partir das reflexões de Tonet (2013), bem como a partir da pedagogia histórico-crítica. Elencamos quatro possíveis atividades desta natureza, levando em consideração a especificidade da dimensão educativa, as contradições que perpassam a educação no capitalismo, a distinção entre os interesses imediatos dos alunos empíricos e os interesses essenciais dos alunos concretos e, ainda, a reciprocidade dialética dos conteúdos escolares e as formas de ensino, com a prioridade ontológica dos conteúdos sobre as formas. Desse modo, tais atividades são propostas tendo como preocupação maior uma prática docente que preze pela promoção crítica do nível intelectual, científico, artístico e filosófico de professores e alunos. Trata-se de uma postura humanista, que defende a elaboração da crítica e a integridade humana contra todas as deturpações que esta forma de sociabilidade nos impõe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DUARTE, N. Luta de Classes, Educação e Revolução. Germinal, Londrina, v. 3, n. 1, p. 128-138; 2011.
DUARTE, N. O Currículo em Tempos de Obscurantismo Beligerante. Revista Espaço do Currículo, v. 11, n. 02, p. 139-145, 2018.
LUKÁCS, G. Existencialismo ou Marxismo. São Paulo: Ed Ciências Humanas, 1979.
LUKÁCS, G. Introdução aos Escritos Estéticos de Marx e Engels. In: MARX, K.; ENGELS, F. Cultura, arte e literatura: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2010.
LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social – I. São Paulo: Boitempo: 2012.
LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social – II. São Paulo: Boitempo: 2013.
MÉSZÁROS, I. Para Além do Capital. São Paulo: Boitempo, 2002.
NETTO, J. P. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.
NETTO, J. P.; BRAZ, M. Economia Política: Uma introdução crítica. São Paulo: Cortez, 2012.
ROSSI, A. C. S.; ROSSI, R. Lukács, Ciência e Ontologia. In: JIMENEZ, S.; ALCANTARA, N. (organizadoras). Anuário Lukács 2018. São Paulo: Instituto Lukács, p. 107-122, 2018.
SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: Primeiras Aproximações. Campinas – SP: Autores Associados, 2011.
SAVIANI, D. A Pedagogia Histórico-Crítica. Revista Binacional Brasil Argentina, v. 03, n.02, p. 11-36, 2014.
TONET, I. Educação, Cidadania e Emancipação Humana. Ijuí: Unijuí, 2005.
TONET, I. Trabalho Associado e Revolução Proletária. 2010. Disponível em: < ivotonet.xp3.biz > Último acesso: mar. 2020.
TONET, I. Atividades Educativas Emancipadoras. 2013. Disponível em: < ivotonet.xp3.biz > Último acesso: out. 2019.

Publicado

2020-11-11

Como Citar

Rossi, R., & Santana Rossi, A. (2020). ATIVIDADES EDUCATIVAS EMANCIPADORAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES . Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 17, 59-71. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3548

Edição

Seção

Dossiê: Formação de Professores