CORRELAÇÃO ENTRE FASES DE ALFABETIZAÇÃO SEGUNDO ABORDAGEM CONSTRUTIVISTA E IDADES DE ESCOLARES INICIAIS

Autores

  • Meire Aparecida Judai Unoeste
  • Maria Salete Vaceli Quintilio UNOESTE
  • Ana Carolina Oliveira Lima

Palavras-chave:

Leitura e Escrita, Fases de alfabetização, Construtivismo

Resumo

A alfabetização consiste no aprendizado do alfabeto e de sua utilização como código de comunicação. De um modo mais abrangente, a alfabetização é definida como um processo no qual o indivíduo constrói a gramática e em suas variações. Esse processo não se resume apenas na aquisição dessas habilidades mecânicas (codificação e decodificação) do ato de ler, mas na capacidade de interpretar, compreender, criticar, resignificar e produzir conhecimento. Segundo a abordagem construtivista, para ter sentido, a alfabetização deve ocorrer num processo interativo, sempre permeada pelo contexto da criança, a realidade em que vive. Deve-se trabalhar com histórias e com intervenções das próprias crianças e que no momento da emissão gráfica podem aglutinar, inserir, omitir letras ou palavras, desde que façam algum sentido para elas. Em virtude de a abordagem construtivista ser adotada pela maioria das escolas e pelo grande número de alunos com dificuldades de aprendizagem que são atendidos em clínicas fonoaudiológicas, o presente estudo teve por objetivo observar as fases de alfabetização de crianças do 1º ano do Ensino Fundamental e verificar os níveis de alfabetização em escolas pública e privada do município de Presidente Prudente – SP. A amostra constituiu-se em 41 crianças, sendo 15 na escola privada e 26 na escola pública, com idade entre 5 e 6 anos. O método aplicado foi um ditado de palavras, de onde resultou a classificação em Níveis de alfabetização de acordo com Ferreiro & Taberosky (1999). A Escola Privada teve média no Nível 4, enquanto que a Escola Pública ficou entre os Níveis 2 e 3, em média. Concluiu-se, então, que a abordagem de ensino construtivista, que tem ênfase na Escola Privada, apresentou-se efetivo e satisfatório na aquisição da alfabetização na amostra estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Salete Vaceli Quintilio, UNOESTE

Doutora em Ciências, área de concentração: Astronomia. Mestre em Ciências, área de concentração: Astronomia. Licenciada e Bacharel em Física. Docente da Fonoaudiologia.

Ana Carolina Oliveira Lima

Aluna de iniciação cientifica

Downloads

Publicado

2014-04-23

Como Citar

Judai, M. A., Quintilio, M. S. V., & Lima, A. C. O. (2014). CORRELAÇÃO ENTRE FASES DE ALFABETIZAÇÃO SEGUNDO ABORDAGEM CONSTRUTIVISTA E IDADES DE ESCOLARES INICIAIS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 10(2), 36–45. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/701