DIREITOS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA: APROFUNDAMENTO NECESSÁRIO

Autores

  • Andréa Ramos de Oliveira
  • Ana Luzia Videira Parisotto Universidade Estadual Paulista – UNESP/Presidente Prudente, Brasil

Palavras-chave:

PNAIC, formação de professores, direitos de aprendizagem, ensino de língua materna, alfabetização.

Resumo

O presente texto, recorte de dissertação de mestrado em Educação, tem como foco os direitos de aprendizagem apresentados no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) – Língua Portuguesa. O objetivo deste estudo foi apresentar a percepção dos professores participantes da pesquisa sobre os direitos e o tratamento dado durante o Pacto. A metodologia constou de um estudo de caso e para a geração de dados, neste artigo, foi utilizada a entrevista coletiva. Os resultados evidenciam que as professoras elogiaram o material de formação, o acervo literário e a socialização de práticas, criticaram a carga horária e a organização dos encontros, a mediação dos formadores e ressaltaram que os direitos de aprendizagem se mostraram uma novidade, mas que não houve aprofundamento do estudo sobre eles. Concluímos que os direitos de aprendizagem foram apresentados de forma desarticulada à formação proposta durante o PNAIC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-03-26

Como Citar

Ramos de Oliveira, A., & Parisotto, A. L. V. (2018). DIREITOS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA: APROFUNDAMENTO NECESSÁRIO. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 14(4), 40–45. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/2216