TDAH - TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE E A MAXIMIZAÇÃO PSICOPATOLOGICA DE SEUS SINTOMAS

Autores

  • Evelyn de Paula Souza UNESP
  • Rosiane De Fátima Ponce

Palavras-chave:

TDAH, Teoria Historico-Cultural, Pedagogia Historico-Critica, Dificuldade de Aprendizam.

Resumo

Visto o crescente aumento de diagnósticos de Transtorno de Déficit de Atenção e sua hegemônica concepção em sociedade. Com tal preocupação centramos nosso trabalho no objetivo de compreender e verificar, no cenário acadêmico, as quantas andam as pesquisas que compreendem o TDAH a partir de uma perspectiva biológica e de Teoria Histórico-cultural. A metodologia constou na busca bibliográfica de teses e dissertações com a temática TDAH, nos programas de pós-graduação de Universidades do Estado de São Paulo e Bancos de Periódicos de 2005 a 2015. Os resultados obtidos de 153 trabalhos acadêmicos demonstram que conceitos de individualização de individuo, biologicista. Ou seja, majoritariamente os trabalhos apontam que o TDAH é um 'problema' do indivíduo, seja por questões de natureza biológica/genética ou por situações do entorno da 'família' da criança.Tais pesquisas, no geral, disseminam uma concepção orgânica de homem. Concluímos, que apenas uma visão Histórico-social de Homem e uma visão crítica sobre cenário educacional pode nos encaminhar para o desenvolvimento de processos de transformação e minimização de problemas escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

de Paula Souza, E., & Ponce, R. D. F. (2017). TDAH - TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE E A MAXIMIZAÇÃO PSICOPATOLOGICA DE SEUS SINTOMAS. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 13(4), 65–70. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/1847