PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM RELAÇÃO AO PLÁGIO ACADÊMICO E AÇÕES PARA SUA REDUÇÃO

Autores

  • Ernane Rosa Martins Instituto Federal de Goiás
  • Solange da Silva UCG
  • Ulisses Rodrigues Afonseca Instituto Federal de Goiás
  • Wendell Bento Geraldes Instituto Federal de Goiás
  • Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa

Palavras-chave:

plágio acadêmico, direitos autorais, sistemas de informação

Resumo

O plágio é o ato de apresentar como sua uma ideia ou obra de outro autor sem mencioná-la como fonte. Esta prática vem sendo comum no meio acadêmico, principalmente com a facilidade oferecida pelo uso da internet. Este estudo tem como objetivo verificar como os alunos do curso de Sistemas de Informação entendem o plágio e quais as possíveis ações para a redução desta prática nos trabalhos acadêmicos. A pesquisa foi realizada por meio de questionários semiestruturados, utilizando-se de pesquisa e análise descritiva. Os resultados mostraram que os alunos não têm conhecimento pleno do que é plágio, não sabendo identificar os tipos de plágios específicos, o uso correto das citações e a necessidade colocar as citações diretas e indiretas das fontes utilizadas em seus textos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRANCHES, S. P. O que fazer quando eu recebo um trabalho CTRL C + CTRLV? Autoria, Pirataria e Plágio na Era Digital: desafios para a prática docente. In: SIMPÓSIO HIPERTEXTO E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: MULTIMODALIDADE E ENSINO. 2., 2008, Recife. Anais Eletrônicos [...]. Recife, PE: Ed. UFPE, 2008.

ALBUQUERQUE, U. P. A qualidade das publicações científicas: considerações de um editor de área ao final do mandato. Acta Botânica Brasilica, v. 23, p. 292-296, 2009. https://doi.org/10.1590/S0102-33062009000100031

AZEVÊDO, E. S. Honestidade científica: outro desafio ao controle social da ciência. Gazeta Médica da Bahia, v. 76, n. 1, p. 35-41, 2006.

AZEVÊDO, E. S.; TAVARES-NETO, J. Destaques éticos nos periódicos nacionais de áreas médicas. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 554, p. 400-404, 2009. https://doi.org/10.1590/S0104-42302009000400013

BADGE, J. How effective are electronic plagiarism detection systems and does it matter how you use them? Reviewing the evidence. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PLÁGIO 4., 2010. Anais [...]. 2010.

BARBASTEFANO, R. G.; SOUZA, C. G. Percepção do conceito de plágio acadêmico entre alunos de engenharia de produção e ações para a sua redução. Revista Produção On Line, Florianópolis, p. 1-18, 2007. https://doi.org/10.14488/1676-1901.v7i4.52

BLOCH, J. Plagiarism and the ESL student: From printed to electronic texts. In: belcher, d.; hirvela, a. (Eds.). Linking literacies: perspectives on L2 reading-writing connections. Ann Arbor, MI: University of Michigan Press, p. 209-228, 2001.

BURANEN, L. But I wasn’t cheating: plagiarism and cross-cultural mythology. In: ROY, A..; BURANEN, l. (eds). Perspectives on plagiarism and intellectual property in a postmodern world. Albany, NY: Suny P, , 1999. p. 63-74.

DOMINGUES, M. J. C. DE S.; FACHINI, G. J. Percepção do plágio acadêmico entre alunos de programas de pós-graduação em administração e contabilidade. In: SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO - SEMEAD, 12., São Paulo. Anais […].São Paulo: SEMEAD, 2008.

DONG, Y. R. Learning how to use citations for knowledge transformation: non-native doctoral students’ dissertation writing in science. Research in the Teaching of English, v. 30, p. 428-457, 1996.

FERREIRA, M. M.; PERSIKE, A. O tratamento do plágio no meio acadêmico: O caso USP. REVISTA SIGNÓTICA, v. 26, n. 2, p. 519-540, 2014. https://doi.org/10.5216/sig.v26i2.30312

FLOWERDEW, J.; LI, Y. Plagiarism and second language writing in an electronic age. Annual Review of Applied Linguistics, v. 27, p. 161-183, 2007. https://doi.org/10.1017/S0267190508070086

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

GUEDES. D. O; GOMES FILHO. D. L. Percepção de plágio acadêmico entre estudantes do curso de odontologia. Rev. bioét. (Impr.). v. 23, p. 139-48, 2015. https://doi.org/10.1590/1983-80422015231054

HARVEY, J.; ROBSON, S. The accidental plagiarist: an institutional approach to distinguishing between a deliberate attempt to deceive and poor academic practice. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PLÁGIO, 2., 2006.

JOB, I.; MATTOS, A. M.; TRINDADE, A. Processo de revisão por pares: por que são rejeitados os manuscritos submetidos a um periódico científico? Movimento, v. 15, n. 3, p. 35-55, 2009. https://doi.org/10.22456/1982-8918.8830

KROKOSCZ, M. Abordagem do plágio nas três melhores universidades de cada um dos cinco continentes e do Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 16, n. 48, p. 745-818, 2011. https://doi.org/10.1590/S1413-24782011000300011

MCKEEVER, L. Online plagiarism detection services: saviour or scourge? CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PLÁGIO, 1., 2004.

MORAES, R. O plágio na pesquisa acadêmica: a proliferação da desonestidade intelectual. Revista Diálogos Possíveis, Faculdade Social da Bahia, Bahia, n. 1, p. 92-109, 2004.

PECORARI, D. Plagiarism and international students: How the english-speaking university responds. In: CELCHER, D.; HIRVELA, A. (eds.). Linking literacies: perspectives on L2 reading-writing connections. Ann Arbor: University of Michigan Press, 2001.

PENNYCOOK, A. The complex contexts of plagiarism: a reply to Deckert. Journal of Second Language Writing, v. 3, p. 277-284, 1994. https://doi.org/10.1016/1060-3743(94)90020-5

PITHAN, L. H.; VIDAL, T. A. O plágio acadêmico como um problema ético, jurídico e pedagógico. Direito & Justiça, Porto Alegre, 2012.

PRIBERAM Definição de plágio. Dicionário Priberam. Disponível em https://www.priberam.pt/dlpo/batota. Acesso em: 19 / jan. 2018.

PRIBERAM. Definição de plágio. Dicionário Priberam. Disponível em:https://www.priberam.pt/dlpo/plagio. Disponível em 19 jan. 2018.

SABBATINI, M. Do plágio à publicidade disfarçada: brechas da fraude e do antiético na comunicação científica. Revista ComCiência, Unicamp, v. 1, 2013.

SCOLLON, R. Plagiarism and ideology: Identity in intercultural discourse. Language in Society, v. 24, p. 1-28, 1995. https://doi.org/10.1017/S0047404500018388

SHI, L. Cultural backgrounds and textual appropriation. Language Awareness, v. 15, p. 264-282, 2006. https://doi.org/10.2167/la406.0

SIGNIFICADOS. Significado de Plágio. Significados. Disponível em https://www.significados.com.br/plagio/.Acesso em: 19 jan. 2018.

SILVA, A. K. L.; DOMINGUES, M. J. C. S. Plágio no meio acadêmico: de que forma alunos de pós-graduação compreendem o tema. Revista Perspectivas Contemporâneas, Campo Mourão, v. 3, n. 2, p. 117-135, 2008.

SILVA, O. S. F. Entre o plágio e a autoria: qual o papel da universidade? Revista Brasileira de Educação, v. 13 n. 38, p. 357-414, 2008. https://doi.org/10.1590/S1413-24782008000200012

SUTHERLAND-SMITH, W. Retribution, deterrence and reform: the dilemmas of plagiarism management in universities. Journal of Higher Education Policy and Management, v. 32, n. 1, p. 5-16, 2005. https://doi.org/10.1080/13600800903440519

VASCONCELLOS, S. M. R. O plágio na comunidade científica: questões culturais e linguísticas. Ciência e Cultura, v. 59, n. 3, p. 4-5, 2007.

VAZ, T. R. D. O avesso da ética: a questão do plágio e da cópia no ciberespaço. Cadernos de Pós-Graduação, Educação, São Paulo, v. 5, n. 1, , p. 159-172, 2006. https://doi.org/10.5585/cpg.v5n1.1853

WAZLAWICK, R. S. Metodologia de pesquisa para ciência da computação. 2.ed.. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

WEIMAR, M. A Memo to Students on Cheating. Faculty Focus. Post on January 17. 2017. Disponível em:https://www.facultyfocus.com/articles/teaching-professor-blog/memostudents-cheating/. Acesso em: 19 jan. 2018.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

Martins, E. R., Silva, S. da, Afonseca, U. R., Geraldes, W. B., & Gouveia, L. B. (2021). PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM RELAÇÃO AO PLÁGIO ACADÊMICO E AÇÕES PARA SUA REDUÇÃO. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 13(1), 54–66. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2275