EFEITOS DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS AQUÁTICOS EM CRIANÇAS COM DIABETES DO TIPO 1: RELATO DE CASO

  • Ana Elisa von Ah Morano
  • Nayane Aparecida de Brito
  • Daniela Bonfim Cortês
  • Ana Paula Coelho Figueira Freire
  • Francis Lopes Pacagnelli
  • Deborah Cristina Gonçalves Luiz Fernani
  • Maria Tereza Artero Prado
  • Gabriela Andrade Piemonte
  • Aline Duarte Ferreira UNOESTE
Palavras-chave: Hidroterapia, atividade física, infância, Índice glicêmico, diabetes

Resumo

O objetivo foi relacionar o comportamento do nível glicêmico de crianças com diabetes mellitus tipo 1 com um programa de exercícios aquáticos. Duas crianças com idade cronológica de 8 e 12 anos e diagnóstico clínico de diabetes mellitus tipo 1 foram submetidas a um protocolo de exercícios aquáticos. O protocolo foi executado duas vezes por semana. As crianças foram avaliadas inicialmente e reavaliadas após as 18 sessões de treinamento quanto aos dados antropométricos e sinais vitais. A glicemia periférica foi verificada no início e fim de cada sessão. Após a execução do protocolo, observou-se redução dos níveis diários de glicemia das crianças, bem como a diminuição da necessidade de correção glicêmica por meio da insulina de ação rápida. As evidências apresentadas apoiam o uso de exercícios aquáticos como uma modalidade terapêutica a ser incorporada no processo de tratamento de crianças DM1, como uma prática não medicamentosa para o controle glicêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-05-02
Como Citar
Elisa von Ah Morano, A., Aparecida de Brito, N., Bonfim Cortês, D., Paula Coelho Figueira Freire, A., Lopes Pacagnelli, F., Cristina Gonçalves Luiz Fernani, D., Tereza Artero Prado, M., Andrade Piemonte, G., & Ferreira, A. D. (2017). EFEITOS DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS AQUÁTICOS EM CRIANÇAS COM DIABETES DO TIPO 1: RELATO DE CASO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 8(3), 74-79. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1809

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)