SOROCABANA 2014: PAISAGEM SONORA ENATIVA COMO INTERVENÇÃO ESTÉTICA

Autores

  • André Luiz Gonçalves de Oliveira Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Felipe Fachiolli Pedro Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Palavras-chave:

Paisagem Sonora Enativa, Paisagem Sonora, Enacionismo, Ciclo Percepção-Ação.

Resumo

As Paisagens Sonoras Enativas foram desenvolvidas a partir de estudos de percepção pela abordagem enacionista da ciência cognitiva e de sua aplicação em procedimentos de composição de Paisagens Sonoras. Apresenta-se a realização de uma intervenção urbana, “Sorocabana 2014”, enquanto exemplo de aplicação da perspectiva enativa em Paisagem Sonora. Mostra-se o contexto das Paisagens Sonoras como metodologia empregada para aplicar os conhecimentos advindos dos estudos em percepção, por meio de suas raízes na música eletroacústica, e do caminho dos compositores canadenses da Simon Fraser University. Posteriormente são descritas as etapas de implementação de “Sorocabana 2014”, enquanto resultados de propostas com as ideias enativas aplicadas à composição de Paisagens Sonoras. Por fim faz-se uma breve discussão acerca da proposta de subsidiar produção artística com a abordagem enacionista da percepção. E como conclusão aponta-se para algumas outras possibilidades de criação estética que envolvam tal escopo filosófico-científico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-16

Como Citar

Gonçalves de Oliveira, A. L., & Fachiolli Pedro, F. (2015). SOROCABANA 2014: PAISAGEM SONORA ENATIVA COMO INTERVENÇÃO ESTÉTICA. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 12(1), 163–169. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/1276