GINÁSTICA LABORAL COMO ATIVIDADE MOTIVACIONAL

Autores

  • Jaqueline Batista de Oliveira Costa UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA
  • Ana Cristina da Silva Barros UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA

Palavras-chave:

Saúde. Trabalho. Qualidade de vida.

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar se as atividades de Ginástica Laboral promovem satisfação do trabalhador; geram estímulos motivacionais para realização das tarefas; produzem sentimentos de bem-estar e bons relacionamentos interpessoais no trabalho e âmbito familiar. Trata-se de um estudo de caráter descritivo e qualitativo do qual participou uma população de 24 mulheres e 20 homens com idade entre 20 a 51 anos, que praticam a Ginástica laboral nas dependências de uma fabrica de Presidente Prudente, cinco vezes por semana, nos períodos da manhã e tarde. Foi utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário, contendo nove questões que visavam identificar o nível de satisfação, motivação e bem-estar dos trabalhadores no contexto do trabalho e familiar. A Pesquisa revelou que a Ginástica Laboral foi capaz de proporcionar a população estudada um sentimento de maior satisfação com a função que desempenha, promove alegria e redução de dores corporais. Os indivíduos apontaram que a pratica da GL aumenta o ânimo para colaborar com as atividades domésticas; melhora a disposição para o lazer em família e promove mudanças significativas no humor. Por fim, o estudo evidenciou que os trabalhadores passaram a ter maior preocupação com o corpo e saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-08

Como Citar

de Oliveira Costa, J. B., & Barros, A. C. da S. (2010). GINÁSTICA LABORAL COMO ATIVIDADE MOTIVACIONAL. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 1(2), 84–93. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/286