MAPEAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MANANCIAL DO ALTO CURSO DO RIO SANTO ANASTÁCIO - PONTAL DO PARANAPANEMA – ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Lucas Prado Osco
  • João Paulo Peres Bezerra
  • Diogo Laércio Gonçalves
  • Antonio Cezar Leal
  • Ana Paula Marques Ramos
  • Alba Regina Azevedo Arana

Palavras-chave:

Recursos Hídricos, Chave de Interpretação, Cartografia Temática.

Resumo

A bacia hidrográfica do alto curso do rio Santo Anastácio abastece 30% da população de Presidente Prudente, polo regional do oeste paulista. Estudos nesta bacia são necessários para levantar aspectos relacionados a sua rede hídrica, como corpos e cursos d’água e suas respectivas Áreas de preservação permanente. O objetivo desse trabalho é mapear feições naturais e delimitar as Áreas de Preservação Permanente (APP) da bacia hidrográfica do alto curso do rio Santo Anastácio. A realização deste estudo visa contribuir ao planejamento e gestão do manancial que abastece a cidade de Presidente Prudente. O mapeamento das APPs obedeceu aos critérios definidos pela legislação federal e municipal, e ocorreu por interpretação visual de ortofotografias digitais em Sistema de Informação Geográfica. Elaborou-se uma chave de interpretação para auxiliar na identificação das feições. Os resultados do mapeamento consistem em um mapa temático com áreas de APP’s, nascentes, canais fluviais, vegetação arbórea em APP e vegetação arbórea no alto curso do rio Santo Anastácio. Este trabalho auxilia nas ações de recuperação das APPs na bacia hidrográfica, propiciando reflexões sobre a situação ambiental, subsidiando a elaboração de projetos e novas pesquisas em temas e áreas da bacia hidrográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

Osco, L. P., Peres Bezerra, J. P., Gonçalves, D. L., Leal, A. C., Marques Ramos, A. P., & Azevedo Arana, A. R. (2017). MAPEAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MANANCIAL DO ALTO CURSO DO RIO SANTO ANASTÁCIO - PONTAL DO PARANAPANEMA – ESTADO DE SÃO PAULO. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 8(4), 50–58. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/1904

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)