PRÉ-TRATAMENTO DE SEMENTES DE UROCHLOA BRIZANTHA COM PACLOBUTRAZOL

  • Diego Peratelli Ederli UNOESTE
  • Fabiana Lima Abrantes UNOESTE
  • Rafaela Torquato de Agostini UNOESTE
  • Edna Antonia Torquato de Agostini UNOESTE
  • Ceci Castilho Custódio UNOESTE
Palavras-chave: estresse hídrico, forrageira, germinação, Marandu, pulverização.

Resumo

O objetivo do trabalho foi verificar o efeito do pré-tratamento de sementes, via pulverização, com paclobutrazol em sementes de Urochloa brizantha cv. Marandú, em duas situações, com e sem deficiência de água, no Laboratório de Sementes da UNOESTE. As sementes passaram pelo pré-tratamento, sendo expostas de maneira uniforme a uma pulverização com 0, 21, 42, 84 e 168 mg L-1 de paclobutrazol (PBZ) na proporção de 10 mL de calda por quilograma de semente, para o teste preliminar, e posteriormente colocadas para secar à sombra, e após procedeu-se o teste de germinação. Posteriormente, estabeleceu-se as doses de 0, 84 e 168 mg L-1 de paclobutrazol e a testemunha (semente sem pré-tratamento). Com essas sementes realizou-se o teste de germinação por plântulas normais (GPN) no potencial osmótico 0,-0,3, -0,6 e -0,9 MPa. Na germinação por protrusão de raiz (GPR) e índice de velocidade de germinação (IVG) utilizou-se 0, -0,3, -0,6 e -1,2 MPa. No teste preliminar a germinação máxima foi na dose de 105 mg L-¹ de PBZ. A restrição hídrica reduz a GPN, GPR e IVG. O pré-tratamento das sementes favorece a GPN e GPR em condição de restrição hídrica, respectivamente, até -0,9 MPa e -0,6 MPa. A semente tratada com PBZ tem potencial para alcançar, em condição de restrição hídrica, a germinação final semelhante à obtida na ausência de restrição hídrica. O PBZ favorece a germinação inicial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Peratelli Ederli, UNOESTE
Graduado em Agronomia
Publicado
2017-12-19
Como Citar
Ederli, D. P., Abrantes, F. L., Agostini, R. T. de, de Agostini, E. A. T., & Custódio, C. C. (2017). PRÉ-TRATAMENTO DE SEMENTES DE UROCHLOA BRIZANTHA COM PACLOBUTRAZOL. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 13(2), 55-66. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/1686