PROGRAMA MULTIPROFISSIONAL DE TRATAMENTO DA OBESIDADE: AMPLIANDO A DISCUSSÃO

Autores

  • Glauco Barnez Pignata Cattai Universidade Estadual de Maringá
  • Cheila Aparecida Bevilaqua Universidade Estadual de Maringá
  • Luzia Jaeger Hintze Universidade Estadual de Maringá
  • Nelson Nardo Junior Universidade Estadual de Maringá
  • Claúdia Christina Sanchez Nardo Universidade Estadual de Maringá

Palavras-chave:

obesidade. Adolescentes. intervenção precoce.

Resumo

Objetivo: Avaliar aspectos positivos e negativos de um programa multiprofissional de tratamento da obesidade (PMTO) sob o ponto de vista dos seus participantes e seus responsáveis. Métodos: Pesquisa exploratória descritiva, realizada com adolescentes obesos participantes do PMTO e seus pais. Após 4 meses de intervenção ambos descreveram os aspectos positivos e negativos da participação no PMTO. As respostas foram categorizadas e apresentadas em gráficos com os valores de freqüência relativa. Resultados: Os resultados demonstraram melhoras no comportamento alimentar, condicionamento físico e aspectos psicológicos. Os aspectos negativos citados relacionam-se à adaptação ao exercício, dificuldades com transporte e choque de horários. Conclusões: Os resultados ressaltam o impacto positivo promovido pelo PTMO nos aspectos físicos, nutricionais e psicológicos de adolescentes obesos, e nos pontos negativos que devem ser reavaliados para aprimorar o programa. O estudo ainda possibilita uma nova perspectiva de avaliação dos resultados de programas de intervenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cheila Aparecida Bevilaqua, Universidade Estadual de Maringá

Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá, participante do Núcleo de Estudos Multiprofissional da Obesidade (NEMO).

Downloads

Publicado

2012-03-06

Como Citar

Pignata Cattai, G. B., Bevilaqua, C. A., Hintze, L. J., Junior, N. N., & Sanchez Nardo, C. C. (2012). PROGRAMA MULTIPROFISSIONAL DE TRATAMENTO DA OBESIDADE: AMPLIANDO A DISCUSSÃO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 2(1), 09–23. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/392