AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA DE PACIENTES PORTADORES DE DOENÇA DE PARKINSON POR MEIO DE ESCALAS: ESTUDO DE CASO

Autores

  • maria marta resende lima unoeste
  • renata aparecida de oliveira lima unoeste

Palavras-chave:

Doença de Parkinson, Escalas, Avaliação, Fisioterapia, funcionalidade.

Resumo

A Doença de Parkinson é uma doença crônica e degenerativa do sistema nervoso central, de causa idiopática, caracterizada por alterações motoras que afeta principalmente pessoas acima de 50 anos de idade. Este estudo objetivou analisar o comprometimento funcional, a evolução da doença e os benefícios do tratamento fisioterapêutico. A pesquisa foi realizada com dois pacientes do sexo masculino, portadores da Doença de Parkinson, sendo realizada análise estatística dos resultados das escalas de Hoehn e Yahr, Webster e Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson, através da comparação do quadro funcional entre os pacientes e da primeira e última aplicação das escalas, de acordo com a pontuação adquirida pelos pacientes durante quatro meses de tratamento fisioterapêutico, realizado em terapia individual, duas vezes por semana. Foi demonstrado estabilidade e melhora do quadro funcional dos pacientes, com a manutenção e/ou diminuição dos pontos nas escalas referidas. Um dos pacientes apresentou também evolução da doença na escala Hoehn e Yahr. Foi concluído que o tratamento fisioterapêutico demonstrou resultados positivos de acordo com o que é proposto por outros estudos em portadores da Doença de Parkinson.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-03-06

Como Citar

resende lima, maria marta, & de oliveira lima, renata aparecida. (2012). AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA DE PACIENTES PORTADORES DE DOENÇA DE PARKINSON POR MEIO DE ESCALAS: ESTUDO DE CASO. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 2(1), 24–33. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/371