PROPRIEDADES FÍSICAS DE UM ARGISSOLO APÓS FERTIRRIGAÇÃO COM VINHAÇA E SISTEMA DE COLHEITA DA CANA DE AÇÚCAR

Autores

  • Carlos Henrique dos Santos UNOESTE
  • Claudinei Alberto Cardin UNOESTE
  • José Eduardo Creste UNOESTE
  • Willian Lucas Mativi UNOESTE
  • Ana Carolina Mônico Moreira UNOESTE
  • Marcos Antonio Escarmínio UNOESTE

Palavras-chave:

Física de Solo, Vinhaça, Colheita Mecanizada

Resumo

O objetivo deste trabalho foi monitorar alterações no teor de matéria orgânica e nas propriedades físicas de um Argissolo após a fertirrigação com vinhaça e diferentes sistemas de colheita da cana de açúcar, no oeste paulista. A coleta de dados ocorreu em uma empresa de bioenergia de Presidente Prudente, SP, seguindo o delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5x5, caracterizado pelos manejos sem aplicação de vinhaça e colheita sem queima; com aplicação de vinhaça e colheita sem queima; com aplicação de vinhaça e colheita com queima; sem aplicação de vinhaça e colheita com queima; mata nativa, profundidades de amostragem de solo (0-10, 10-20, 20-30, 30-40, 40-50 cm), em quatro repetições. A área MN foi utilizada como testemunha para demonstração das alterações nas propriedades químicas e físicas do solo pela aplicação dos manejos. Nas amostras coletadas foram determinados os parâmetros matéria orgânica, densidade do solo, densidade de partículas, porosidade total e umidade de saturação. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey, ao nível de 5 % de probabilidade. O teor de matéria orgânica e a densidade do solo não foram influenciados pela aplicação de vinhaça, formas de colheita de cana crua ou queimada. A porosidade total e a umidade de saturação do solo foram reduzidas a partir de 20 cm de profundidade, independente do manejo. A fertilidade e a física de solo devem ser monitoradas por um período maior tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique dos Santos, UNOESTE

Área de Nutrição de Plantas Programa de Pós-graduação em Agronomia Laboratórios de Análises Químicas de Solos e Tecido Vegetal Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE Rod. Raposo Tavares km. 572 - Bloco B2 - Campus 2 Presidente Prudente/SP - Brasil - CEP 19067-175 tel: +55 (18) 3229-2077 Ramal 221/3229-2039

Claudinei Alberto Cardin, UNOESTE

Mestre em Agronomia

José Eduardo Creste, UNOESTE

Área de Nutrição de Plantas Programa de Pós-graduação em Agronomia Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE Rod. Raposo Tavares km. 572 - Bloco B2 - Campus 2 Presidente Prudente/SP - Brasil - CEP 19067-175 tel: +55 (18) 3229-2077

Willian Lucas Mativi, UNOESTE

Graduando do Curso de Agronomia/UNOESTE

Ana Carolina Mônico Moreira, UNOESTE

Pós-graduanda do Programa de Pós-graduação em Agronomia / Área de produção Vegetal / Solos e Nutrição de Plantas - UNOESTE

Marcos Antonio Escarmínio, UNOESTE

Engenheiro Agrônomo

Downloads

Publicado

2018-03-05

Como Citar

Santos, C. H. dos, Cardin, C. A., Creste, J. E., Mativi, W. L., Moreira, A. C. M., & Escarmínio, M. A. (2018). PROPRIEDADES FÍSICAS DE UM ARGISSOLO APÓS FERTIRRIGAÇÃO COM VINHAÇA E SISTEMA DE COLHEITA DA CANA DE AÇÚCAR. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 13(3), 58–66. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2157

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)