EFEITO RESIDUAL DE MODOS DE APLICAÇÃO DE ZINCO NA NUTRIÇÃO E NO CRESCIMENTO INICIAL DA CULTURA DO ARROZ

Autores

  • Renato de Mello PRADO UNESP
  • Marcus André Ribeiro CORREIA
  • Danilo Eduardo Rozane
  • Liliane Maria Romualdo
  • Karen Pereira da Silva

Resumo

Em sistemas de alta produção os micronutrientes, especialmente o zinco é importante para a cultura do arroz. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito residual de modos de aplicação de Zn sobre a nutrição e o crescimento inicial de plantas de arroz. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro tratamentos, tendo zinco aplicado via foliar, incorporado no solo e nas sementes e a testemunha (sem zinco), em quatro repetições. Aos 42 após a emergência, avaliou-se o teor de Zn no solo e na planta e o crescimento inicial das plantas de arroz . A aplicação de Zn via solo incorporado proporcionou efeito residual no teor do micronutriente no solo. A aplicação de Zn via foliar promoveu maior absorção do nutriente pelas plantas de arroz. Os modos de aplicação de Zn via semente, foliar e solo foram semelhantes em promover o incremento na produção de matéria seca de plantas de arroz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato de Mello PRADO, UNESP

Eng. Agrônomo pela UFU e doutor em Agronomia pela UNESP. Atualmente é professor doutor da UNESP Campus Jaboticabal.

Marcus André Ribeiro CORREIA

Pós-Graduando em Agronomia.

Danilo Eduardo Rozane

Pós-Graduando em Agronomia. .

Liliane Maria Romualdo

Pós-Graudanda em Agronomia.

Karen Pereira da Silva

Graduanda em Agronomia.

Downloads

Publicado

2009-06-17

Como Citar

PRADO, R. de M., CORREIA, M. A. R., Rozane, D. E., Romualdo, L. M., & Silva, K. P. da. (2009). EFEITO RESIDUAL DE MODOS DE APLICAÇÃO DE ZINCO NA NUTRIÇÃO E NO CRESCIMENTO INICIAL DA CULTURA DO ARROZ. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 4(1), 1–8. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/115

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)