PREVALÊNCIA E CORRELAÇÃO ENTRE OBESIDADE, HIPERTENSÃO ARTERIAL E A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA

  • Natália Turri da Silva UNESP
  • Thais Roque Giacon UNESP
  • Marianne Penachini da Costa UNESP
  • Ana Laura Ricci Vitor UNESP
  • Luiz Carlos Marques Vanderlei FCT - UNESP, Pres. Prudente
Palavras-chave: obesidade, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares

Resumo

Nas últimas décadas, obesidade e sobrepeso, importantes fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, tiveram um aumento importante, sendo o sedentarismo uma de suas principais causas. Partindo disso, o objetivo deste trabalho foi analisar a prevalência da obesidade e HA de frequentadores do CEAFiR, além de correlacionar valores de IMC com valores de PAS e PAD. Para isso foram coletados peso e altura, para obtenção do IMC, e PA de 163 indivíduos (114 mulheres e 49 homens) com média de idade de 53,0 ± 16,1 anos. Os resultados mostraram que 30,1% possuem obesidade e 43,6% sobrepeso. Em relação à HA, 22,7% encontram-se nos estágios de hipertensão 1, 2 ou 3 e 7,4% hipertensão sistólica isolada. Portanto, 73,7% estão acima do peso e 30,1% são hipertensos. Este resultado reforça a importância de programas de prevenção que visam orientar a população, promovendo modificações positivas no estilo de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-08-18
Como Citar
Silva, N. T. da, Giacon, T. R., Costa, M. P. da, Vitor, A. L. R., & Vanderlei, L. C. M. (2011). PREVALÊNCIA E CORRELAÇÃO ENTRE OBESIDADE, HIPERTENSÃO ARTERIAL E A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 3(1), 32-36. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/565

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)