AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE AGENTES COAGULANTES EM EFLUENTE DE FRIGORÍFICO

Autores

  • Alexandre Teixeira Souza Universidade do Oeste Paulista
  • Danielli Chagas UNOESTE

Palavras-chave:

Tanino; Coagulação / floculação; Efluentes

Resumo

Nas indústrias frigoríficas são utilizadas grandes quantidade de água durante todo o processo, gerando um efluente que precisa de tratamento antes do seu lançamento. A proposta do trabalho foi realizar um estudo comparativo de três coagulantes utilizados no tratamento de efluentes: Policloreto de Alumínio (PAC), Sulfato de Alumínio (Al2(SO4)3) e o Tanino Vegetal,  com o auxílio de um floculante: Polímero o Aniônico, analisando a eficiência de remoção de DQO e turbidez. Foram conduzidos os ensaios de coagulação/floculação em jarro (jar test) para a otimização da concentração dos coagulantes. Constatou-se que o coagulante natural apresentou uma pequena variação no parâmetro pH, evitando o uso de produto químicos para a sua correção. Os resultados dos percentuais de remoção de turbidez indicaram um grande potencial para o Tanino quando comparado aos dois coagulantes químicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Teixeira Souza, Universidade do Oeste Paulista

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Maringá (1996), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (1999), doutorado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e pós-doutorado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Maringá (2006). Atualmente é professor e coordenador do curso de Engenharia Ambiental das Faculdades Adamantinenses Integradas, Adamantina-SP, e professor da Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente-SP. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Termodinâmica, atuando principalmente nos seguintes temas: Tecnologia Química, Tratamento de Águas Residuárias, Modelagem Termodinâmicas de Processos Químicos, Equilíbrio de Fases a Altas Pressões.

Referências

BONGIOVANNI M. C., KONRADT-MORAES L. C., BERGAMASCO R., LOURENÇO B. S. S. E TAVARES C. R. G. Os benefícios da utilização de coagulantes naturais para a obtenção de água potável. Acta Scientiarum. Technology. Maringá, v. 32, n. 2 p. 167-170, 2010.

BRASIL; Resolução CONAMA n° 430, de 13 de maio de 2011. Padrões de lançamento de efluentes, 2011.

CETESB - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental. Guia Técnico Ambiental de Frigoríficos Industrialização de carnes (bovina e suína). São Paulo, 2008.

JUNG, F.; CAMMAROTA, M. C.; FREIRE, D. M. G.; Impcat of enzymatic pré-hidrolysis on batch actives sludge systems dealing with oily wastewaters. Biotecnology Letters, v. 24, pag 1797-1802, 2002.

MATOS, A. T.; CABANELLAS, C. F. G.; MUDADO, C. S.; BRASIL, M. S.; CECON, P. R. Efeito da concentração de coagulantes e do pH da solução na turbidez da água, em recirculação, utilizada no processamento dos frutos do cafeeiro. Scielo - Engenharia Agrícola. Jaboticabal, vol.27, n.2, 2007.

NAIME, R.; GARCIA, A.C. Utilização de Enraizadas no Tratamento de Efluentes Agroindustriais. Estudos tecnológicos - Vol. 1, n° 2, p.9-20 - jul/dez 2005.

PAVANELLI, G.; BERNARDO, L. Eficiência de diferentes tipos de coagulantes na coagulação, floculação e sedimentação de água com turbidez elevada e cor verdadeira baixa. VI Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Vitória, 2002.

SILVA, C. A. Estudos aplicados ao uso da moringa oleifera como coagulante natural para melhoria da qualidade de águas. Dissertação de Mestrado. Instituto de Química, Universidade Federal de Uberlândia – UFU, Uberlândia, Minas Gerais. 2005.

VIDAL, G.; CARVALHO, A.; MÉNDEZ, R.; LEMA, J. M; Influence of the content in fats and proteins on the anaerobic biodegradability of dairy wastewater. Bioresource Technology, v. 74, pag 231 – 239, 2000.

Publicado

2020-06-15

Como Citar

Souza, A. T., & Chagas, D. . (2020). AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE AGENTES COAGULANTES EM EFLUENTE DE FRIGORÍFICO . Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 12(1), 11-19. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/3423