CARCINICULTURA BRASILEIRA: IMPACTOS E AÇÕES MITIGADORAS

Autores

  • Danillo Nascimento Vicente
  • Fabiola de Azevedo Mello
  • Renata Calciolari Rossi e Silva UNOESTE

Palavras-chave:

Carcinicultura, Sustentabilidade, Economia, Impactos Ambientais, Desenvolvimento

Resumo

A aquicultura (ou aquacultura) é a produção de alguns organismos que habitam o ambiente aquático, em cativeiro. Com o passar dos anos, o desenvolvimento da carcinicultura cresceu significativamente, trazendo rendimento financeiro, mas seu crescimento desordenado gerou diversos impactos ao meio ambiente, a econômia e também a sociedade. O Brasil é considerado um dos países que mais produz camarão e isso se deve ao clima propício para seu cultivo. Os impactos negativos podem ser de curto ou longo prazo, envolvendo o desequilíbrio ecológico, a contaminação ambiental, surtos de doenças, entre outros. Para ser adotado um novo estilo de desenvolvimento voltado para a sustentabilidade, é essencial que sejam confeccionados mecanismos, estratégias e atividades que enquadrem as atividades de carcinicultura de maneira harmônica em suas relações entre as comunidades, o meio ambiente e o desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-07

Como Citar

Nascimento Vicente, D., de Azevedo Mello, F., & Calciolari Rossi e Silva, R. (2017). CARCINICULTURA BRASILEIRA: IMPACTOS E AÇÕES MITIGADORAS. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 12(2), 58–61. Recuperado de https://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/1678

Edição

Seção

Revisão Bibliográfica