ESPESSURA DO MÚSCULO ADUTOR DO POLEGAR EM PACIENTES COM LESÃO RENAL AGUDA NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

  • Layssa Pelegrino Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
  • Luis Felipe Aleixo Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
  • Bianca Depieri Balmant UNOESTE

Resumo

Este estudo avaliou a espessura do músculo adutor do polegar (EMAP) e sua associação com estado nutricional e desfecho clínico de pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com Lesão Renal Aguda (LRA) em diálise. Para isto, foi realizada a mensuração da EMAP, aplicado a Avaliação Subjetiva Global (ASG), e coletado marcadores laboratoriais em 50 pacientes com diagnóstico de LRA em diálise recém internados na UTI. Adicionalmente, o desfecho clínico desses pacientes foi observado. Todos os pacientes apresentaram depleção do estado nutricional pela ASG. Observou-se uma relação estaticamente significativa entre EMAP e mortalidade, bem como uma correlação entre EMAP e albumina e EMAP e creatinina. Conclui-se que o EMAP pode ser um preditor de mortalidade em pacientes com LRA em diálise na UTI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bianca Depieri Balmant, UNOESTE

Nutrição Clínica

Publicado
2020-03-12
Como Citar
Pelegrino, L., Felipe Aleixo, L., & Balmant, B. D. (2020). ESPESSURA DO MÚSCULO ADUTOR DO POLEGAR EM PACIENTES COM LESÃO RENAL AGUDA NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 12(1), 52-58. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/3317