SEEDLINGS PRODUCTION OF ORNAMENTAL SPECIES IN DIFFERENT TIMES AND SUBSTRATES

Autores

  • Miréli Duarte Bergmann Universidade Federal do Pampa
  • Carine Borges Batista Universidade Federal do Pampa
  • Francis Júnior Soldateli Universidade Federal de Santa Maria
  • Franciéle dos Santos Soares Universidade Federal do Pampa https://orcid.org/0000-0002-5115-0127
  • Anderson Chuquel Mello Universidade Federal de Santa Maria https://orcid.org/0000-0003-4509-957X
  • Luciana Zago Ethur Universidade Federal do Pampa

Palavras-chave:

Gomphrena globosa, Petunia x hybrida, resíduo orgânico

Resumo

Objetivou-se avaliar a produção de mudas de Petunia x hybrida e Gomphrena globosa cultivadas em diferentes épocas e substratos a base de resíduos agropecuários. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial, sendo os tratamentos compostos por quatro repetições e a unidade experimental formada por dez plantas. Foram cultivadas as espécies de flores Petunia x hybrida e Gomphrena globosa em cinco composições de substratos e em duas épocas, sendo as semeaduras realizadas em abril e junho para a Petunia x hybrida e abril e outubro para a Gomphrena globosa. Os substratos foram compostos utilizando-se substrato comercial (SC), esterco bovino curtido (EB), húmus de minhoca (HM) e cinza de casca de arroz (CC), nas proporções volumétricas: (S1) 100% SC; (S2) 40% SC + 20% EB + 20% HM + 20% CC; (S3) 60% SC + 20% HM + 20% CC; (S4) 60% SC + 20% EB + 20% CC; e (S5) 80% SC + 20% EB. Avaliou-se a emergência, índice de velocidade de emergência, altura, número de folhas, comprimento da maior folha, comprimento da maior raiz, massa seca da parte aérea, massa seca do sistema radicular e massa seca total. O crescimento das mudas de Petunia x hybrida e Gomphrena globosa modificaram-se conforme as características dos substratos e as épocas de cultivo. O substrato composto com 80% de substrato comercial e 20% de esterco bovino apresentou resultados semelhantes ou superiores ao substrato comercial, podendo ser utilizado a fim de reduzir os custos de produção sem prejuízos ao crescimento das mudas. O cultivo de Petunia x hybrida em abril resultou em mudas com maior altura, comprimento das folhas e maior acúmulo de fitomassa. As mudas de Gomphrena globosa apresentaram maior desenvolvimento da parte aérea e do sistema radicular, além de maior acúmulo de fitomassa quando cultivadas em outubro.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miréli Duarte Bergmann, Universidade Federal do Pampa

 

 

Carine Borges Batista, Universidade Federal do Pampa

 

 

Francis Júnior Soldateli, Universidade Federal de Santa Maria

 

 

Franciéle dos Santos Soares, Universidade Federal do Pampa

 

 

Anderson Chuquel Mello , Universidade Federal de Santa Maria

 

 

Luciana Zago Ethur, Universidade Federal do Pampa

 

 

Referências

ALVAREZ, J. M.; PASIAN, C.; LAL, R.; LÓPEZ, R.; FERNÁDEZ, M. Vermicompost and biochar substrates can reduce nutrients leachates on containerized ornamental plant production. Horticultura Brasileira, v. 37, n. 1, p. 47-53, 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620190107

ARAÚJO, A. C.; DANTAS, M. K. L.; PEREIRA, W. E.; ALOUFA, MAGDI, A. I. Utilização de substratos orgânicos na produção de mudas de mamoeiro Formosa. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 8, n. 1, p. 210-216, 2013. http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/12953

ASSIS, F. N.; MENDEZ, M. E. G. Relação entre radiação fotossinteticamente ativa e radiação global. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 2, n. 7, p. 797-800, 1989. https://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab/article/view/15922/10019

CAVALCANTE, A. C. P.; SILVA, A. G.; SILVA, M. J. R.; ARAÚJO, R. C. Produção de mudas de gliricídia com diferentes substratos orgânicos. Revista Agrarian, v. 9, n. 33, p. 233-240, 2016. https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/agrarian/article/view/3929

FERREIRA, A. K. D.; DIAS, N. S.; SOUSA JUNIOR, F. S.; FERREIRA, D. A. C.; FERNANDES, C. S.; LEITE, T. S. Composting of household organic waste and its effects on growth and mineral composition of cherry tomato. Revista Ambiente & Água, v. 13, n. 3, p. 1-11, 2018. http://dx.doi.org/10.4136/ambi-agua.2141

FERREIRA, H. S. S.; RODRIGUES, J. F.; Diferentes combinações de substratos na produção de mudas de mamoeiro. Acta Iguazu, v. 4, n. 3, p. 106-115, 2015. http://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/13311

FERREIRA, R. L.; FORTI, V. A.; SILVA, V. N.; MELLO, S. C. Temperatura inicial de germinação no desempenho de plântulas e mudas de tomate. Ciência Rural, v. 43, n. 7, p. 1189-1195, 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782013000700008

FIGUEIREDO, J. C.; DAVID, A. M. S. S.; SILVA, C. D.; CANGUSSU, L. V. S.; BERNARDINHO, D. L. M. P.; SILVA, R. A. N.; SOARES, L. M. Substratos e temperaturas para germinação e vigor de sementes de tomateiro. Colloquium Agrariae, v. 15, n. 6, p. 80-87, 2019. http://dx.doi.org/10.5747/ca.2019.v15.n6.a339

IBRAFLOR. Mercado de Flores. Disponível em: https://www.ibraflor.com.br/. Acesso em: 20 out. 2020.

JUNQUEIRA, A. H.; PEETZ, M. S. Brazilian consumption of flowers and ornamental plants: habits, practices and trends. Ornamental Horticulture, v. 23, n. 2, p.178-184, 2017. https://doi.org/10.14295/oh.v23i2.1070

KLARING, H. P.; KRUMBEIN, A. The effect of constraining the intensity of solar radiation on the photosynthesis, growth, yield and product quality of tomato. Journal of Agronomy and Crop Science, v. 199, n. 5, p. 351-359, 2013. https://doi.org/10.1111/jac.12018

KOETZ, M.; CARVALHO, K. S.; BONFIM-SILVA, E. M.; REZENDE, C. G.; SILVA, J. C. Rúcula submetida a doses de fósforo em Latossolo vermelho do Cerrado. Enciclopédia Biosfera, v. 6, n. 15, p. 1554-1562, 2012.

KUINCHTNER, A.; BURIOL, G. A. Clima do Estado do Rio Grande do Sul segundo a classificação climática de Köppen e Thornthwaite. Disciplinarum Scientia, v. 2, p. 182, 2001.

LORENZI, H.; SOUZA, H. M. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 4.ed. Nova Odessa: Editora Plantarum, 1088 p. 2008.

LORENZI, HARRI. Introdução à botânica: morfologia. 224 p. 2013.

LUDWIG, F.; GUERRERO, A. C.; FERNANDES, D. M.; VILLAS BOAS, R. L. Análise de crescimento de gérbera de vaso conduzida em diferentes substratos. Horticultura Brasileira, v. 28, n. 1, p. 70-74, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362010000100013

MACIEL, G. M.; FERNANDES, M. A. R.; MELO, O. D.; OLIVEIRA, C. S. Potencial agronômico de híbridos de minitomate com hábito de crescimento determinado e indeterminado. Horticultura Brasileira, v. 34, n. 1, p. 144-148, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620160000100022

MAGUIRE, J. D. Speed of germination - aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, v. 2, p. 176-177, 1962. https://doi.org/10.2135/cropsci1962.0011183X000200020033x

MANIKAS, I.; MALINDRETOS, G.; ABELIOTIS, K. Sustainable Cities through alternative urban farming: the case of floriculture. Journal of International Food & Agribusiness Marketing, v. 32, n. 3, p. 295-311, 2019. https://doi.org/10.1080/08974438.2019.1599762

MANRIQUE, L. A. Greenhouse crops: a review. Journal of Plant Nutrition, v. 16, p. 2411-2477, 1993. https://doi.org/10.1080/01904169309364697

NETO, A. S. M.; JASMIM, J. M.; PONCIANO, N. J. Indicadores econômicos da produção de flores tropicais no estado do Rio de Janeiro. Revista Ceres, v. 60, n. 2, p. 173-184, 2013. https://doi.org/10.1590/S0034-737X2013000200005

SALLES, J. S.; STEINER, F.; ABAKER, J. E. P.; FERREIRA, T. S.; MARTINS, G. L. M. Resposta da rúcula à adubação orgânica com diferentes compostos orgânicos. Revista de Agricultura Neotropical, v. 4, n. 2, p. 35-40, 2017. https://doi.org/10.32404/rean.v4i2.1450 SCWERZ, F.; ELOY, E.; ELLI, E. F.; CARON, B. O.; PAULA, G. M. Temperatura e radiação solar na produção de mudas de cedro australiano. Scientia Forestalis, v. 47, n. 124, p. 733-743, 2019. https://doi.org/10.18671/scifor.v47n124.15

SANTOS, P. L. F.; SILVA, O. N. M.; PAIXÃO, A. A.; CASTILHO, R. M. M. Germinação e desenvolvimento de mudas do tomateiro cereja em diferentes substratos. Tecnologia & Ciência Agropecuária, v. 11, n. 5, p. 41-45, 2017.

SOLDATELI, F. J.; BATISTA, C. B.; GODOY, F.; MELLO, A. C.; SOARES, F. S.; BERGMANN, M. D.; ETHUR, L. Z. Crescimento e produtividade de cultivares de tomate cereja utilizando substratos de base ecológica. Colloquium Agrariae, v. 16, n. 1, p. 1-10, 2020. https://doi.org/10.5747/ca.2020.v16.n1.a342

VAID, T. M.; RUNKLE, E. S.; FRANTZ, J. M. Mean daily temperature regulates plant quality attributes of annual ornamental plants. HortScience, v. 49, n. 5, p. 574-580, 2014. https://doi.org/10.21273/HORTSCI.49.5.574

ZANDONADI, D. B.; SANTOS, M. P.; MEDICI, L. O.; SILVA, J. Ação da matéria orgânica e suas frações sobre a fisiologia de hortaliças. Horticultura Brasileira, v. 32, n. 1, p. 14-20, 2014. https://doi.org/10.1590/S0102-05362014000100003

ZANELLO, C. A.; CARDOSO, J. C. Resíduos compostados como substrato para produção de Petunia x hybrida. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v. 6, n. 3, p. 46-53, 2016. https://doi.org/10.21206/rbas.v6i3.351

Downloads

Publicado

2021-03-08

Como Citar

Bergmann, M. D. ., Batista, C. B., Soldateli, F. J., Soares, F. dos S., Mello , A. C., & Ethur, L. Z. (2021). SEEDLINGS PRODUCTION OF ORNAMENTAL SPECIES IN DIFFERENT TIMES AND SUBSTRATES. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 17(1), 44–55. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/3804