[1]
J. A. Lopes e N. T. Ujiie, “A PEDAGOGIA FROEBELIANA E A EDUCAÇÃO INFANTIL: PERMANÊNCIA E MUDANÇA”, CH, vol. 11, nº 1, p. 57–70, maio 2015.