AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM IDOSOS ATIVOS E INSTITUCIONALIZADOS POR MEIO DA BIOIMPEDÂNCIA

  • Luana Morais Antonini Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
  • Gabriela Schafer Coelho Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
  • Fabíola de Azevedo Mello Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
  • ANA PAULA COELHO FIGUEIRA FREIRE UNOESTE
  • Marcela Fagiani Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE

Resumo

O objetivo do trabalho foi comparar a avaliação nutricional por meio da bioimpedância entre idosos ativos e institucionalizados. Foram avaliados indivíduos de uma instituição de longa permanência e indivíduos fisicamente ativos de um município do interior paulista. Foram realizadas a análise descritiva e estatística. Aplicou-se o teste T de Student não pareado considerando a significância de 5%, por meio do software GraphPad Prism.  O grupo ativo apresentou maior participação do público feminino (73,40%), maior circunferência da panturrilha (CP) (37,21±3,16) e percentual de Gordura (37,47±4,91).  Os idosos de ambos os grupos, em sua maioria (53,30%), foram classificados como eutróficos por meio do Índice de Massa Corporal (IMC). O grupo ativonão apresentou risco de desenvolver sarcopenia, com isso, a prática de exercícios regulares gera inúmeros benefícios para a população senil como a melhora da qualidade de vida, promoção da saúde e auxílio na prevenção de patologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-19
Como Citar
Morais Antonini, L., Schafer Coelho, G., de Azevedo Mello, F., FREIRE, A. P. C. F., & Fagiani, M. (2020). AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM IDOSOS ATIVOS E INSTITUCIONALIZADOS POR MEIO DA BIOIMPEDÂNCIA. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 12(1), 20-28. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/3316