SÍNDROME DE MUNCHAUSEN: UM CASO DE CONFISSÃO ESPONTÂNEA DA SIMULAÇÃO DE SINAIS E SINTOMAS

  • Nathália Pereira Garcia Universidade do Oeste Paulista
  • Gabriela Teixeira Ramos
  • Danieli Azevedo da Silva
  • Mariana Costa de Oliveira
  • Aline Aparecida Buriola

Resumo

A Síndrome de Munchausen (SM) ocorre quando o indivíduo produz sinais e sintomas de uma doença ou lesão. São relatos de múltiplos problemas médicos com uma história inconsistente e um comportamento alterado, bem como obrigação psicológica em adotar o papel de doente, sem ganhos ou incentivos evidentes. Descreve-se um caso em que o diagnóstico foi feito a partir da confissão espontânea da paciente de que sinais e sintomas foram simulados, alémda ingestão de corpo estranho com o desejo de ser submetida à cirurgia e a mudança repentina de comportamento. O diagnóstico é raro, então o estudo visa colaborar para ampliar a gama de conhecimentos sobre a SM. Concluiu-se que a SM pode ter sido desencadeada por traumas psicológicos, bem como histórico de privação afetiva e maus tratos de pessoas de seu convívio. Sendo assim, o ambiente hospitalar torna-se o local onde a paciente encontra o acolhimento desejado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-06-06
Como Citar
Garcia, N. P., Ramos, G. T., da Silva, D. A., de Oliveira, M. C., & Buriola, A. A. (2019). SÍNDROME DE MUNCHAUSEN: UM CASO DE CONFISSÃO ESPONTÂNEA DA SIMULAÇÃO DE SINAIS E SINTOMAS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 11(2), 52-58. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/2585

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)