APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA E ADIPOSIDADE CORPORAL: 10 MESES DE INTERVENÇÃO COM PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS

  • Igor Conterato Gomes Universidade de São Paulo – USP
  • Thiago Alves Garcia
  • Tatiana Emy Koike
  • Guilherme Akio Tamura Ozaki
  • Alan José Barbosa Magalhães
  • José Carlos Silva Camargo Filho
  • Regina Celi Trindade Camargo
  • Janaína Paula Costa da Silva
  • Robson Chacon Castoldi
  • Jamile Sanches Codogno
Palavras-chave: atividade física, obesidade, aptidão física, mulheres, índice de massa corporal

Resumo

O acúmulo de adiposidade, seja total ou central, eleva os fatores de risco de doenças cardiovasculares. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi analisar a relação entre aptidão cardiorrespiratória e adiposidade antes e após 10 meses de prática regular de atividades físicas em mulheres. A amostra foi composta por 59 mulheres atendidas por um plano de saúde privado Após os 10 meses de acompanhamento, o desempenho no TC6M apresentou acréscimo de 5% (p=0,001) e CC (circunferência de cintura) diminuição de 2,2% (p=0,007). Houve relação significativa entre IMC e TC6M no pré (r= -0,31) e no pós (r= -0,45) 10 meses de intervenção, já para a CC houve relação no pós intervenção (r= -0,37). A prática de atividades físicas pode ter proporcionado aumentos no TC6M e diminuição na CC, bem como a relação entre estas variáveis aumentou com a prática de atividades físicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-05-16
Como Citar
Conterato Gomes, I., Alves Garcia, T., Emy Koike, T., Akio Tamura Ozaki, G., José Barbosa Magalhães, A., Carlos Silva Camargo Filho, J., Celi Trindade Camargo, R., Paula Costa da Silva, J., Chacon Castoldi, R., & Sanches Codogno, J. (2016). APTIDÃO CARDIORRESPIRATÓRIA E ADIPOSIDADE CORPORAL: 10 MESES DE INTERVENÇÃO COM PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS. Colloquium Vitae. ISSN: 1984-6436, 7(3), 80-87. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cv/article/view/1511
Seção
Artigos Originais

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)