SOCIEDADE DO CONSUMO E A COMUNICAÇÃO: UMA ANÁLISE SOBRE O SHOPPING POPULAR

  • Nayene Cardoso Furmigare Universidade do Oeste Paulista
Palavras-chave: Sociedade do consumo, Shopping Popular, Comunicação

Resumo

RESUMO

sociedade do consumo de Bauman apresenta-se como elemento central na formação da identidade social dos indivíduos. Muito além da satisfação pessoal em consumir, ela passa a ter um peso primordial na construção das personalidades. O estudo contido neste artigo visa analisar os impactos do consumo na sociedade contemporânea, através do estudo de caso do “Camelódromo”, atual Shopping Popular. Os objetivos específicos consistem em oferecer uma visão concisa sobre a natureza do consumo e seu impacto desagregador na vida do indivíduo, além de apontar a comunicação mercadológica trabalhada na estratégia de vendas, para induzir o ato do consumo. A metodologia é proveniente das técnicas de observação direta intensiva e entrevista. O método é o estudo de caso “Camelódromo”, localizado na cidade de Londrina-PR. A fundamentação teórico-mercadológica é proveniente dos conceitos analisados por Zygmunt Bauman, Jean Baudrillard e Lívia Barbosa. Os resultados permitem afirmar que o consumo cresce acelerado, causando um confronto com a sociedade, principalmente com o próprio comportamento de querer, desejar e ter.

 

 

Palavras-chave: Sociedade; Consumo; Comunicação; Transformação; Shopping Popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Maria Margarida. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 10. ed. São Paulo. Atlas. 2010. 117p..

AVANZI, Jorge. O Potencial Empreendedor dos Microempresários do Shopping Popular de Londrina. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2006.

BARBOSA, Lívia. Sociedade de consumo. 3.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2010.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de Consumo. 70.ed. Lisbo,1981.

BAUDRILLARD, Jean; tradução: Arthur Morão. A sociedade de consumo. 70.ed. Lisboa, 2007.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1925 – 2008. Título original: Consuming Life

BLESSA, Regina. Merchandising no ponto de venda. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2006.

BOCCATO, V. R. C. Metodologia da pesquisa bibliográfica na área odontológica e o artigo científico como forma de comunicação. Odontol. Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 18, n. 3, p 265-274 f. set-dez, 2006.

CARVALO, Henrique. Ciência e Marketing aliados: o que o Neuromarketing pode ensinar sobre a mente dos consumidores para erar mais vendas. Viverdeblog, 03 de Out. de 2017. Disponível em: https://viverdeblog.com/neuromarketing/. Acessado dia: 23. Dez. 2019

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo. Atlas. 2012. p.14.
GOLDENBERG, Miriam. A arte de pesquisar. 13. ed. Rio de janeiro. Record. 2013.p.57.

KUNSCH, Margarida. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. São Paulo: Sammuns, 2003.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de Pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002. p.20.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. - São Paulo : Atlas 2003.

LINDSTROM, Martin. A lógica do consumo: verdades e mentiras sobre por que compramos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

MARANO, Gicelma. A publicidade e o consumo. Programa de Desenvolvimento Educacional: FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ, 2007/2008.

OLIVEIRA, Edilson de. Divisão do trabalho e Circuitos da Economia Urbana em Londrina – PR. 2009. 338 fls. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

ORSO, Natália Luiza. TREVISOL, Márcio Giusti. SANTOS, Silvia Spagnol Simi. O Neuromarketing e suas aplicações no campo da comunicação publicitária. Iniciacom. Local v. 3, n. 2. p.XX-XX. mês, 2011.

PARENTE, Juracy. Varejo no Brasil: Gestão e Estratégia. São Paulo: Atlas, 2000.

RIBEIRO, Bruna Lima. Uma análise do Neuromarketing pela perspectiva de especialistas. In: XI SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM ESTÕ E TECNOLOGIA. Rio de Janeiro, 2011.

RIBEIRO, Guilherme da Silva. A influência do camelódromo de Londrina sobre o comércio formal de seu entorno. 2010. 130 f. Dissertação (Mestrado em Geografia, Meio Ambiente e Desenvolvimento), Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2010.

RIOUX, Jean-Pierre. A revolução industrial: 1780-1880. São Paulo: Pioneira, 1975.

ROCHA, Everaldo. A sociedade do sonho: comunicação, cultura e consumo. Rio de Janeiro: Mauá Editora, 1995.

TORQUATO, Gaudêncio. Estratégias de comunicação nas empresas modernas. In: III CONGRESSO BRASILEIRO DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL. São Paulo: Aberje, 1985. Mímeo. Apud KUNSCH, 2003.

SHIMP, Terence A. Propaganda e promoção: aspectos complementares da comunicação integrada de marketing. Tradução de Luciana de Oliveira Rocha. Porto Alegre: Bookman, 2002. Título Original: Advertising & promotion: supplemental aspects of integrated marketing communications.

36% dos consumidores fazem compras para aliviar o estresse, aponta pesquisa do SPC Brasil. SPC Brasil, São Paulo, 13 de Jan. de 2018. Disponível em: . Acesso dia: 12. Dez. 2019
Publicado
2020-04-29
Como Citar
Furmigare, N. C. (2020). SOCIEDADE DO CONSUMO E A COMUNICAÇÃO: UMA ANÁLISE SOBRE O SHOPPING POPULAR . Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 4(1), 9-22. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cs/article/view/3464
Seção
Dossiê: O desenvolvimento das sociedades a partir das práticas culturais