O SETOR DE CONSUMO CÍCLICO SEGUNDO AÇÕES NEGOCIADAS NA B3: O SEGMENTO DE ELETRODOMÉSTICOS, PRODUTOS DIVERSOS, TECIDOS, VESTUÁRIO E CALÇADOS

  • Rafael Gutierres Castanha
  • Andreia de Fatima Costa Miranda Faculdade Católica Paulista - FACAP
  • Lucas Alves de Pontes Faculdade Católica Paulista - FACAP
Palavras-chave: Bolsa de Valores; Correlação de Pearson; Consumo Cíclico; Mercado de Ações

Resumo

Analisar uma parte do mercado financeiro brasileiro, de acordo o valor diário de suas ações negociadas na maior bolsa de valores do país, a bolsa de valores B3, gera possibilidades para compreender de maneira mais clara o comportamento do mercado de ações segundo o crescimento, decrescimento e até mesmo a estabilidade dos valores negociados na bolsa em questão. Desta maneira, esta pesquisa apresenta uma análise por meio do coeficiente de correlação de Pearson e oferece elementos para afirmar ou refutar a ideia de existir proximidades entre empresas de um mesmo setor ou não. Ao propor a aplicação desta metodologia no segmento de eletrodomésticos, produtos diversos, e, tecidos, vestuário e calçados, é possível apontar o quanto o mercado de ações destas empresas estão interligados em termos de variabilidade de preço de ações negociadas. Assim sendo, objetivou-se observar não só o comportamento das ações das empresas do segmento em questão durante um determinado período, tal como a intensidade de variação entre as mesmas medidas pelo coeficiente de correlação, mas também avaliar o uso deste coeficiente enquanto proposta metodológica para avaliar a proximidade entre empresas de um mesmo setor. Como resultado, observou-se que a proximidade entre as empresas se dá com maior intensidade entre empresas de mesmo segmento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-10
Como Citar
Gutierres Castanha, R., de Fatima Costa Miranda, A., & Alves de Pontes, L. (2020). O SETOR DE CONSUMO CÍCLICO SEGUNDO AÇÕES NEGOCIADAS NA B3: O SEGMENTO DE ELETRODOMÉSTICOS, PRODUTOS DIVERSOS, TECIDOS, VESTUÁRIO E CALÇADOS. Colloquium Socialis. ISSN: 2526-7035, 3(4), 37-46. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/cs/article/view/3321