O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Isabel Balisardo UNESP
  • Isabelly Anastacio Haro UNESP
  • Marcos Vinicius Francisco UNESP

Palavras-chave:

Motivação, Educação Física, História da Educação Física

Resumo

A presente pesquisa é decorrente do Trabalho de Conclusão de Curso em Educação Física pela Faculdade de Ciências e Tecnologia – UNESP. Na ocasião, por meio da pesquisa histórica, buscaram-se respostas para as questões que remetem ao processo de construção da motivação nas aulas de Educação Física. Destarte, ao observar e analisar os fatos relacionados ao tema, sobretudo, desde os primórdios da Educação Física, no final do século XIX, até os dias atuais, verifica-se as influências políticas de cada momento da história brasileira na constituição do componente curricular, bem como no modo como muitos professores mediavam/mediam o conhecimento, e como interagiam/interagem com os seus alunos. Pondo em prática procedimentos higienistas, eugenistas, militaristas e esportivistas, nos quais a cultura corporal sempre esteve destoada de sentido e significado para parcela expressiva de seus alunos, a Educação Física até a década de 1980 não conseguia mostrar sua legitimidade social. E é diante deste quadro, por meio do amparo epistemológico da abordagem crítico-superadora em Educação Física que se defende uma práxis-pedagógica que seja capaz de motivar os estudantes para a participação ativa frente ao componente curricular, a fim de que os estudantes possam se sentir motivados a apropriarem o conhecimento produzido pelo gênero humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-23

Como Citar

Balisardo, I., Haro, I. A., & Francisco, M. V. (2014). O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 10(2), 79–89. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/998