ASPECTOS DO PERFIL DE CRIANÇAS QUE MANIFESTAM AGRESSIVIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Gabrielly Doná UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO - UNESP
  • Andréia Cristiane Silva Wiezzel UNESP/Pres. Prudente
Palavras-chave: Agressividade infantil; Educação Infantil; Perfil de crianças com agressividade.

Resumo

Esta pesquisa, de natureza qualitativa, tem como objetivo apresentar um perfil das crianças que manifestam agressividade excessiva em sala de aula, levando em conta aspetos de sua subjetividade e seu entorno. Foram analisadas 10 crianças de uma escola municipal de educação infantil, entre 4 e 6 anos de idade. Os dados foram coletados por meio de questionários aplicados aos pais e aos professores dessas crianças. Os resultados obtidos serão discutidos, principalmente, com base no referencial teórico de Donald Woods Winnicott (1975; 1982; 1992; 2000; 2005). Neste artigo, em que se apresenta e se discute os dados referentes aos questionários dos professores, compreende-se que a maioria das crianças analisadas manifestam teimosia, possuem dificuldades em seguir regras, não gostam de ser contrariadas e não possuem limites, demonstrando, assim, baixa tolerância a frustração. Ademais, houve vários marcos na história de vida das crianças participantes, alguns permeados por perdas afetivas, violência familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-08
Como Citar
Doná, G., & Wiezzel, A. C. S. (2020). ASPECTOS DO PERFIL DE CRIANÇAS QUE MANIFESTAM AGRESSIVIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 16(4). Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/3338