AGRESSIVIDADE INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR: AS POSSIBILIDADES DE AUXÍLIO PROPORCIONADAS PELA LUDICIDADE

Autores

  • Rafaela Reginato Hosokawa
  • Fabio Camargo Bandeira Villela

Palavras-chave:

Agressividade infantil, brincar, Winnicott

Resumo

O presente artigo trata de um projeto de extensão e pesquisa, realizado em uma escola de Ensino Fundamental da rede pública do município de Presidente Prudente-SP. O referido projeto compreende que conflitos internos e dificuldades emocionais na infância podem ser responsáveis por dificuldades de relacionamento em sala de aula. Nessa perspectiva, se propõe a investigar a possibilidade de se contribuir para a resolução desses conflitos, obtendo‐se uma consequente melhoria no comportamento dos alunos, por meio de atividades lúdicas. Ao participar do referido projeto, deparou‐se com o caso de um garoto considerado agressivo por sua professora e buscou‐se investigar se o brincar e o suporte emocional oferecido ao aluno teria potencial para minimizar sua conduta agressiva. A pesquisa foi realizada com base nos pressupostos da pesquisa qualitativa, tendo como referencial a investigação das manifestações da criança, pensadas a partir das contribuições da teoria psicanalítica winnicottiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

Hosokawa, R. R., & Bandeira Villela, F. C. (2017). AGRESSIVIDADE INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR: AS POSSIBILIDADES DE AUXÍLIO PROPORCIONADAS PELA LUDICIDADE. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 13(4), 16–20. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/1837