COMIDA E CULTURA: ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO EM COMUNIDADES RURAIS DO PARANÁ

Autores

  • Stefany Ferreira Feniman Universidade Estadual de Maringá – PGC/UEM
  • Marivânia Conceição Araujo Universidade Estadual de Maringá – PGC/UEM

Palavras-chave:

Antropologia e Alimentação, Comunidades Rurais, Comida, Identidade

Resumo

Este artigo se dedica à análise dos hábitos alimentares de três comunidades rurais do noroeste paranaense, Brasil, de agricultura familiar. São elas: Pirapitinga, Marajó e Santa Rita. Para tal, utiliza-se o aporte teórico da antropologia dos alimentos, propondo uma reflexão de cunho qualitativo, a partir da função social, relacionada ao conceito de cultura, cujo pressuposto é que as construções culturais determinam o que é comestível em cada comunidade. Entende-se que o comportamento relativo à comida é um eficaz instrumento para a compreensão da dinâmica de relações sociais existentes, revelando fatores culturais, históricos, econômicos, ambientais. Com metodologia etnográfica e análise de 45 entrevistas semi-estruturadas, buscamos a compreensão e análise do processo de construção identitária, da alimentação, sua estrutura, organização e valores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-15

Como Citar

Ferreira Feniman, S., & Conceição Araujo, M. (2015). COMIDA E CULTURA: ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO EM COMUNIDADES RURAIS DO PARANÁ. Colloquium Humanarum. ISSN: 1809-8207, 12(1), 63–80. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ch/article/view/1285