ANALISE COMPARATIVA DOS FRAGMENTOS DE CERRADO NOS MUNICÍPIOS DE CAMPO MOURÃO E JAGUARIAÍVA, PARANÁ, BRASIL

Autores

  • Fernando Henrique Villwock 1Universidade Estadual de Maringá – UEM
  • Ana Paula Colavite 2Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR

Palavras-chave:

Fitofisionomia, Posição na vertente, Áreas preservadas, Antropização

Resumo

O Cerrado compreende um dos seis domínios morfoclimáticos brasileiros e apesar de ter sua área core situada na região central do Brasil, são observados fragmentos dessa vegetação no estado do Paraná e que, inclusive, já chegaram a ocupar 1.700 quilômetros quadrados. Atualmente, no entando, o Cerrado está restrito apenas em ilhas isoladas nos municípios de Arapoti, Campo Mourão, Cianorte, Jaguariaíva, Sabáudia, Sengés e Tuneiras do Oeste. Considerando o exposto, o presente artigo tem por objetivo apresentar a caracterização comparativa das áreas de cerrado existentes em Campo Mourão e Jaguariaíva ao destacar os elementos geográficos observados nas áreas de estudo. Para a realização da pesquisa foram realizados trabalhos de campo, bem como análises comparativas por meio de material cartográfico e bibliográfico. A partir da pesquisa, evidenciou-se que: a) os dois fragmentosanalisados encontram-se em climas distintos; b) o solo na área estudada em Jaguariaíva apresenta textura arenosa em solo raso, enquanto que em Campo Mourão o solo pode ser descrito como Latossolo com textura argilosa; c) ambos os solos, embora distintos, apresentam baixa fertilidade natural e acidez elevada; d) os gêneros botânicos que compõem a vegetação das áreas estudadas são correlatos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AB' SÁBER, A. N. Os Domínios de Natureza no Brasil: Potencialidades Paisagísticas. 4 ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2007.

ASSUNÇÃO, S. L.; FELFILI, J. M. Fitossociologia de um fragmento de cerrado sensu stricto na APA do Paranoá, DF, Brasil. Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 18, n. 4, 2004. https://doi.org/10.1590/S0102-33062004000400021

BORSATO, V. da A.; MENDONCA, F. A. A dinâmica dos sistemas atmosféricos no verão de 2012-2013 no Paraná e em Campo Mourão. In: II SEURB - Simpósio de Estudos Urbano, 2013, Campo Mourão. Anais... II SEURB. Campo Mourão: FECILCAM, 2013. v. 1.

Campo Mourão. Lei Municipal no 1769, de 23 de dezembro de 2003. Declara de preservação permanente a vegetação nativa de espécie do cerrado, existente no lote 7-h, do loteamento jardim nossa senhora aparecida, perímetro urbano de campo mourão. Campo Mourão, PR, dez 2003.

Campo Mourão. Lei Municipal n° 2856, de 30 de dezembro de 2011. Lei Orçamentação Anual. Campo Mourão, PR, dez 2011.

Campo Mourão. Lei Municipal n° 3074, de 18 de dezembro de 2012. Lei Orçamentação Anual. Campo Mourão, PR, dez 2012.

Campo Mourão. Decreto Municipal n° 6580, de 22 de abril de 2015. Declara de utilidade pública, para fins de desapropriação o lote de terras que menciona. Campo Mourão, PR, abril 2015.

Campo Mourão. Decreto Municipal nº 7200, de 27 de abril de 2017. Institui e denomina a Unidade de Conservação da Natureza localizada no Lote "7-H", Subdivisão do lote "7-Rem, Gleba nº 1 – 3ª Parte da Colônia Mourão e dá outras providências. Campo Mourão, PR, abril 2017.

COUTINHO, L. M. Aspectos Ecológicos do Fogo No Cerrado: a Temperatura do Solo Durante As Queimadas. REVISTA BRASILEIRA DE BOTÂNICA, v. 1, p. 93-96, 1978.

CUNHA, N. R. S.; LIMA, J. E.; GOMES, M. F. M.; BRAGA, M. J. A intensidade da exploração agropecuária como indicador da degradação ambiental na região dos Cerrados, Brasil. Piracicaba/SP. RER, São Paulo, v. 46, n. 2, p. 291-323, 2008. https://doi.org/10.1590/S0103-20032008000200002

EITEN, G. Vegetação de cerrado. In: PINTO, M. N. (org.) Cerrado: caracterização, ocupação e perspectivas. UnB/SEMATEC, Brasília, 1994.

EMBRAPA. Cerrados: conhecimento, tecnologia e compromisso ambiental. 2. Ed. Planaltina, DF, 2005.

FIGUEIREDO, S. M. A.; PRATES, V.; BRISKI, S. J.; NEPOMUCENO, A. N. Mapeamento fisiográfico da microrregião de Jaguariaíva (PR) com o apoio de Sistemas de Informações Geográficas. Anais... XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 13 a 18 de abril de 2013.

GUERREIRO, R. L.; PAROLIN, M.; MARCOTTI, T. C. B. Distribuição e recuperação da vegetação do cerrado e remanescentes na cidade de Campo Mourão, Paraná, Brasil. Boletim geografia, Maringá, v. 29, n. 1, p. 113-122, 2011. https://doi.org/10.4025/bolgeogr.v29i1.10384

IAP (Instituto Ambiental do Paraná). Plano de Manejo do Parque Estadual do Cerrado. Curitiba, PR, 2002.

IPARDES, Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Leituras regionais: Mesorregião Geográfica Centro-Oriental Paranaense – Curitiba, 2004.

KLINK, C. A.; MACHADO, R. B. A Conservação do Cerrado Brasileiro. Megadiversidade, v. 1, n. 1, 2005.

MAACK, R. Geografia Física do Estado do Paraná. 2 ed. Curitiba, 1981.

MAACK, R. Notas preliminares sobre clima, solos e vegetação do Estado do Paraná. Arquivos de Biologia e Tecnologia, Vol. III, art. IX, p. 351-362, 1948.

MASSOQUIM, N. G.; AZEVEDO, T. R.; SANTOS, A. M. Campo Mourão: estudo da paisagem em áreas conflitivas no entorno do Lago Azul. Anais... do Encontro de Geógrafos da América Latina, 2011.

Ministério do Meio Ambiente. O Bioma Cerrado. 2017. Disponível em:< http://www.mma.gov.br/biomas/cerrado> Acessado: 27 de jun de 2017.

MONTEIRO, M. R. ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO FITOLÍTICA DA SERRAPILHEIRA E SOLO COMO INDICADOR DE ALTERAÇÕES AMBIENTAIS EM DIFERENTES ESTRATOS ARBÓREOS NO PARANÁ. 2015, 101 f. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós Graduação em Geografia, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2015.

Paraná. Decreto n° 1.232, de 27 de março de 1992. Cria o Parque Estadual do Cerrado, no Município de Jaguariaíva para preservação de campos cerrados, ecossistema típico e cachoeiras. Curitiba, PR, mar 1992.

PARELLADA, C. I. (coord.). Relatório Final do Estudo Arqueológico das Linhas de Transmissão em 230 kV entre Bateias e Jaguariaíva, Paraná, Brasil. Curitiba, Museu Paranaense. 2004.

PAROLIN, M.; CAXAMBU, M.G; CARDOSO, O. O Cerrado de Campo Mourão e sua conservação desconservante. In: COLAVITE, A.P.; PAROLIN, E.S.P.; MASSOQUIM, N.G. Geografia, espaço e sociedade: uma análise plural. Campo Mourão: Fecilcam, 2015. (Coleção Diversidades). 202p.

RIBEIRO, J. F.; SANO, S.M.; MACEDO, J.; SILVA, J. A. Os principais tipos fitofisionômicos da região dos Cerrados. EMBRAPA, Planaltina, DF, 1983.

RITTER, L. M. O; RIBEIRO, M. C.; MORO, R. S. Composição florística e fitofisionomia de remanescentes disjuntos de Cerrado nos Campos Gerais, PR, Brasil-limite austral do bioma. Biota Neotropita, v. 10, n. 3, 2010. https://doi.org/10.1590/S1676-06032010000300034

RIZZINI, C. T. Tratado de fitogeografia do Brasil: aspectos ecológicos, sociológicos e florísticos. Âmbito Cultural Edições Ltda, 1997.

RUGGIERO, P. G. C.; PIVELLO, V. R.; SPAROVEK, G.; TERAMOTO, E.; PIRES NETO, A. G. Relação entre solo, vegetação e topografia em área de cerrado (Parque Estadual de Vassununga, SP): como se expressa em mapeamentos. Acta Botanica Brasilica, Belo Horizonte, v. 20, n. 2, 2005. https://doi.org/10.1590/S0102-33062006000200013

RODERJAN, C. V.; GALVÃO, F.; KUNIYOSHI, Y. S. & HATSCHBACH, G. G. As unidades fitogeográficas do Estado do Paraná. Ciência e Ambiente, v. 24, n. 1, p. 75-42, 2002.

TROPPMAIR, H. Biogeografia e Meio Ambiente. 8 ed. Rio Claro: 2008.

YOKOO, E. N. Processo da dinâmica das frentes de ocupação territorial e da paisagem agrária na mesorregião centro-ocidental paranaense. Anais... IV Encontro de Produção Científica e tecnológica, 2009.

Downloads

Publicado

2021-02-08

Como Citar

Villwock, F. H., & Colavite, A. P. (2021). ANALISE COMPARATIVA DOS FRAGMENTOS DE CERRADO NOS MUNICÍPIOS DE CAMPO MOURÃO E JAGUARIAÍVA, PARANÁ, BRASIL. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 12(3), 1–13. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/3820