MONITORAMENTO DE QUALIDADE DE ÁGUAS SUPERFICIAIS EM SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS: UMA PROPOSTA DE FLUXO DE TRABALHO

Autores

  • Felipe David Georges Gomes
  • Leonardo Mira do Nascimento Ferro Centro Universitário FEI
  • Patrícia Alexandra Antunes Universidade do Oeste Paulista – Unoeste
  • Ana Paula Marques Ramos Universidade do Oeste Paulista – Unoeste

Resumo

Esse trabalho teve como objetivo descrever um fluxo de trabalho que abrange do processo de definição de pontos amostrais até a coleta e conservação de amostras de água para avaliação e monitoramento de qualidade de águas superficiais em sub-bacias hidrográficas. Os procedimentos metodológicos basearam-se em revisão de literatura e para ilustrar a aplicação do fluxo de trabalho, realizou-se um estudo de caso no córrego Limoeiro, localizado entre os limites municipais de Presidente Prudente e Álvares Machado, no estado de São Paulo. Como resultado obteve-se mapas de localização da área de estudo, uso e ocupação do solo, e do zoneamento urbano do município de Presidente Prudente, que possibilitaram a definição dos pontos amostrais com a finalidade de avaliar e/ou monitorar a sub-bacia hidrográfica do córrego Limoeiro. Observou-se o uso das geotecnologias como facilitadoras na resolução de problemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-12-19

Como Citar

David Georges Gomes, F., Mira do Nascimento Ferro, L., Alexandra Antunes, P., & Paula Marques Ramos, A. (2018). MONITORAMENTO DE QUALIDADE DE ÁGUAS SUPERFICIAIS EM SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS: UMA PROPOSTA DE FLUXO DE TRABALHO. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 10(3), 78-93. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2751

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>