AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE DE SÓDIO EM MOLHO DE SOJA UTILIZANDO A TÉCNICA DE ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA

Autores

  • Vinicius Marques Gomes Unoeste
  • Daniel Ângelo Macena
  • Dayanne Aparecida Dias Pereira
  • Níckolas Matheus Pereira e Silva
  • Maíra Rodrigues Uliana

Palavras-chave:

Shoyu. Hipertensão. Sal. Alimento Fermentado. Espectrometria de Absorção Atômica

Resumo

O molho de soja é muito usado em iguarias e seu elevado consumo pode causar hipertensão, uma doença causada pelo consumo de grande quantidade diária de sódio, sendo que o recomendado são dois gramas. Se não tratada, essa doença pode se agravar, gerando problemas cardiovasculares com maior frequência, inclusive levar a óbito. O objetivo deste trabalho foi avaliar o teor de sódio em amostras de Shoyu do tipo Premium, Tradicional e Light, utilizando a técnica de Espectrometria de Absorção Atômica em Chama. Conclui-se que os valores das amostras Light apresentaram maiores concentrações, não condizente com a rotulagem. Esse tipo de molho é muito consumido devido à crença relacionada ao seu baixo teor de sódio, não comprovado com a avaliação realizada. Os valores das versões Tradicionais e Premium foram pertinentes aos da rotulagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Marques Gomes, Unoeste

Areá-Química. Atua nas áreas de Química Analítica e Química Ambiental nos seguintes temas: solos, águas, sedimentos, metais potencialmente tóxicos e substâncias húmicas.

Publicado

2018-03-27

Como Citar

Gomes, V. M., Ângelo Macena, D., Aparecida Dias Pereira, D., Matheus Pereira e Silva, N., & Rodrigues Uliana, M. (2018). AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE DE SÓDIO EM MOLHO DE SOJA UTILIZANDO A TÉCNICA DE ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 9(3), 13-20. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2228

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##