AVALIAÇÃO DA FITODISPONIBILIDADE DE CHUMBO, CÁDMIO E CRÔMIO NO TABACO UTILIZADO NO NARGUILE

Autores

  • Daniel Angelo Macena Universidade do Oeste Paulista
  • Daniela Vanessa Bianchi
  • Hugo Favaretto Menossi
  • Vinícius Marques Gomes

Palavras-chave:

Tabaco aromatizado, Metais tóxicos, Essência de Narguile, Espectrometria de Absorção Atômica

Resumo

Neste estudo foi abordado o uso da essência de Narguile que é utilizado para fumar tabaco aromatizado, muito popular nos países orientais. O presente estudo teve como objetivo quantificar metais contaminantes, como o Chumbo, Cádmio e Crômio, em amostras de essências utilizadas no consumo do Narguile. Como metodologia foi utilizada a técnica de Espectrometria de Absorção Atômica a mais utilizada para análises elementares metálicas em níveis de mg.L-1. Desta forma foi possível quantificar os metais e identificar a ordem de disponibilidade de cada metal, sendo Cd>Cr>Pb. Representando numa média geral entre as cinco amostras 59% do metal disponível foi o Cádmio, 37% Crômio e por fim 4% de Chumbo. Conclui-se que devido à variedade dos metais potencialmente tóxicos presentes e os efeitos colaterais que podem ser causados de acordo com a literatura, recomenda-se a minimização destes contaminantes através de autoridades e/ou possíveis órgãos regulamentadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-03-27

Como Citar

Angelo Macena, D., Vanessa Bianchi, D., Favaretto Menossi, H., & Marques Gomes, V. (2018). AVALIAÇÃO DA FITODISPONIBILIDADE DE CHUMBO, CÁDMIO E CRÔMIO NO TABACO UTILIZADO NO NARGUILE. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 9(3), 21-28. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2227