ESTUDO SOBRE O DESCARTE DE MEDICAMENTOS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE - SP

Autores

  • Maurício Oliveira Costa
  • Renata Cristina Mafra
  • Diego Ariça Ceccato UNOESTE – Universidade do Oeste Paulista

Palavras-chave:

Medicamentos, Descarte, Educação Ambiental

Resumo

O consumo de medicamentos é primordial para o cuidado da saúde da sociedade, no entanto o fácil acesso a estes está diretamente relacionado ao excesso de medicamentos descartados diariamente no meio ambiente. Em vista disso, foi realizado um levantamento com relação ao descarte irregular de medicamentos no município de Presidente Prudente – SP, o mesmo estudo foi feito com a aplicação de um questionários contendo perguntas referentes a problemática. E os resultados mostraram que 96% dos entrevistados possuem medicamentos armazenados em suas residências e que 60,21% deles são descartados como lixo doméstico, além disso, foi realizada uma comparação entre os sexos constatando que as mulheres possuem maior conhecimento em relação aos homens perante aos impactos que o descarte incorreto de medicamentos pode provocar no meio ambiente. Contudo, concluímos que os resultados serão importantes para a elaboração de possíveis propostas de melhoria em relação ao tema na área de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-03-27

Como Citar

Oliveira Costa, M., Cristina Mafra, R., & Ceccato, D. A. (2018). ESTUDO SOBRE O DESCARTE DE MEDICAMENTOS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE - SP. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 9(3), 88-101. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2206