COMPRESSÃO AXIAL EM PEÇAS DE MADEIRA: ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE PEÇAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA REVESTIDAS COM RESINA POLI-URETANA

  • Adriano Seidi Demarchi Mikami UNOESTE
  • Caíque Rafael de Macena Oliveira UNOESTE
  • Larissa Queiroz Minillo UNOESTE
  • Bruna Bessa Rocha Yano UNOESTE
Palavras-chave: estruturas de madeira, revestimento de madeira, compressão axial em madeira

Resumo

É bastante recorrente o interesse por substituir a madeira nativa por madeira de reflorestamento de crescimento rápido, visando maiores quantidades de material em menor tempo. Porém, madeiras de crescimento rápido apresentam comportamento mecânico inferior às madeiras nativas. Afim de melhorar este aspecto, são feitos tratamentos e reconstituição da peça. Este trabalho consiste na comparação do comportamento mecânico de peças estruturais in natura com peças estruturais tratadas com resina poliuretana à base de mamona em relação à compressão axial. O tratamento dado as peças estruturais visa melhorar o comportamento mecânico das mesmas, para tal serão comparadas duas espécies de madeira, Pinus Elliottii e Eucalyptus Grandis. A resina poliuretana, fabricada pela empresa Imperveg, será utilizada no tratamento das peças. Serão realizadas avaliações segundo a NBR7190 (1997) visando caracterizar as propriedades físicas e mecânicas das peças de madeira e os resultados obtidos serão submetidos à análise estatística pelos métodos Anova e Regressão Linear.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Seidi Demarchi Mikami, UNOESTE
Faculdade de Engenharia Civil
Larissa Queiroz Minillo, UNOESTE
Faculdade de Engenharia Civil
Publicado
2018-10-17
Como Citar
Mikami, A. S. D., Oliveira, C. R. de M., Minillo, L. Q., & Yano, B. B. R. (2018). COMPRESSÃO AXIAL EM PEÇAS DE MADEIRA: ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE PEÇAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA REVESTIDAS COM RESINA POLI-URETANA. Colloquium Exactarum. ISSN: 2178-8332, 10(1), 103-111. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ce/article/view/2196

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)