IRRADIAÇÃO IONIZANTE EM PÓS-COLHEITA DE ATEMOIA CULTIVAR ‘THOMPSON’

Autores

  • GERALDO HENRIQUE MARTINS VIEIRA Centro Paula Souza

Palavras-chave:

Análise física; Annona x atemoya Mabb; armazenamento

Resumo

O estudo da irradiação ionizante com Cobalto 60 (60Co), neste experimento, teve por objetivo avaliar sua influência no aumento de vida de prateleira para atemoia cv. ‘Thompson’. As atemoias foram irradiadas com as seguintes doses de cobalto 60 (60Co): T0= Sem irradiação (controle), T1=0,2kGy, T2=0,4kGy, T3=0,6kGy, T4=0,8kGy, T5=1,0kGy e T6= 1,2kGy sendo posteriormente embaladas em bandejas de poliestireno expandido (2 frutas/bandeja) e selados com filmes de policloreto de vinila 0,020mm; exceção feita ao tratamento controle o qual não recebeu tratamento com irradiação; para cada tratamento houve três repetições com duas frutas por repetição. As frutas que receberam os tratamentos foram armazenadas em câmara fria nas condições de 15 ± 0,2ºC e 90 ± 2% de UR. Em todos os tratamentos, foram realizadas as análises de: perda de massa fresca, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH, ácido ascórbico (AA), açúcares redutores, taxa respiratória. As análises de todos os tratamentos foram analisadas a cada três dias (0,3,6,9,12,15 e 18) dias de armazenamento. A irradiação foi realizada no Centro de Tecnologia das Radiações – CTR IPEN/CNEN – SP, situado na cidade universitária USP (Universidade de São Paulo) no irradiador multipropósito do tipo compacto onde se utiliza o Raio Gama. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado (D.I.C.), em esquema fatorial (tratamento x armazenamento), compostos pelos tratamentos e sete tempos de armazenamento. Os resultados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade e fez-se regressão, para as análises no período de armazenamento. Este experimento pode concluir que as doses de 1,0kGy e 1,2kGy demonstram maior controle da respiração, na atemoia, até o 9º dia; três dias a mais que o tratamento controle, os demais itens analisados não demonstraram interferência no aumento de vida pós-colheita da atemoia cv ‘Thompson’.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANUÁRIO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA 2017: Brazilian Fruit Year book. Santa Cruz do Sul: Gazeta Santa Cruz Ltda., v. 1, n. 1, 2017. Anual.
AOAC. Official methods of analysis of the Association of Oficial Analitycal Chemistry International. 13th ed. Washington, 1015 p., 1992.
BRASIL. Instituto Adolfo Lutz. (IAL). Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz - Métodos Químicos e Físicos para Analise de Alimentos. 4ª edição, Brasília: 2008.1018p.
CALORE, Luciana; VIEITES, Rogério Lopes. Conservação de pêssegos 'Biuti' por irradiação. Ciência Tecnologia de Alimentos, v.2, n. 23, p. 53-57, dez. 2003.
CARDELLO, Maria Helena A. B.; CARDELLO, Leonardo. TEOR DE VITAMINA C, ATIVIDADE DE ASCORBATO OXIDASE E PERFIL SENSORIAL DE MANGA (Mangífera índica L.) VAR. HADEN, DURANTE O AMADURECIMENTO. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 18, n. 2, p. 213-227, julho, 1998.
CHITARRA M. I. F.; CHITARRA A. B. Pós-colheita de frutos e hortaliças- Fisiologia e Manuseio. Lavras: UFLA. 785p, 2005.
CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Programa brasileiro de modernização do mercado hortigranjeiro - PROHORT. Disponível em: <http://dw.prohort.conab.gov.br/pentaho/Prohort>. Acesso em: 27 março. 2017.
COSTA, S. M. Conservação frigorificada de pêssego ‘Tropic Beauty’ irradiados com e sem utilização de permanganato de potássio. 2008, 60p. Dissertação (Mestrado em Agronomia / Horticultura) Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP, Botucatu, 2008.
DAIUTO, Érica Regina et al. TAXA RESPIRATÓRIA DE ABACATE ‘HASS’ SUBMETIDO A DIFERENTES TRATAMENTOS FÍSICOS. Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, México, v. 10, n. 2, p.101-109, 2010.
EVANGELISTA, José. Tecnologia de Alimentos. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2008. 652 p.
FELLOWS, P.J. Tecnologia do Processamento de Alimentos: Princípios e Prática. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 602 p.
FELLOWS, P.J. Tecnologia do Processamento de Alimentos: Princípios e Prática. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006. 602 p.
FERREIRA, D. F. Sisvar – Sistema de Análise de Variância. Versão 5. 3. Lavras MG: UFLA, 2010. FONSECA, Paulinie Adenice Quintiliano. Análises Físico-Químicas de Polpa de Fruta e Avaliação de Seus Padrões de Identidade e Qualidade. 2012. 62 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
GAVA, Altanir Jaime; SILVA, Carlos Alberto Bento da; FRIAS, Jenifer Ribeiro Gava. Tecnologia de Alimentos: Princípios e Aplicações. São Paulo: Nobel, 2009. 511 p.
JUDD, Walter S. et al. Sistemática Vegetal: Um Enfoque Filogenético. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 612 p, 2009.
KOBLITZ, Maria Gabriela Bello. Bioquímica dos Alimentos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan Ltda, 2008. 242 p.
LEVINE, M.; PADAYATTY, S.J.; ESPEY, M.G. Vitamin C: A Concentration-Function Approach Yields Pharmacology and Therapeutic Discoveries – a review-. American Society for Nutrition, v. 2, n. 2, p. 78-88, 2011.
LUNDGREN, Giovanna Alencar. CONSERVAÇÃO DE ATEMOIA SUBMETIDA A 1-METILCICLOPROPENO. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Agronômica, Horticultura, Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp – Campus de Botucatu, Botucatu, 2017.
MAIA, G. A.; MESQUITA FILHO, J. A.; BARROSO, M. A. T.; FIGUEIREDO, R. W. Características físicas e químicas da ata. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 21, n. 10, p. 1073- 1076, 1986.
MANICA, I. Taxonomia, morfologia e anatomia. In: SÃO JOSÉ, A. R.; SOUZA, I. V.
B.; MORAIS, O. M.; REBOUÇAS, T. N. H. Anonáceas: produção e mercado. Vitória
da Conquista: UESB, 1997. p. 20-35.
MARTINELLI, Gustavo; MORAES, Miguel Avila. LIVRO VERMELHO DA FLORA DO BRASIL. Rio de Janeiro: Cncflora, 2013. 1102 p. Disponível em: <file:///C:/Users/ghmv/Downloads/LivroVermelho (2).pdf>. Acesso em: 05 jun. 2017.
MENDONÇA, Veridiana Zocoler de. Métodos Físicos na Conservação de Caqui cv. Kioto in natura e minimamente processado. 2016. 125 f. Tese (Doutorado) - Curso de Agronomia, Energia na Agricultura, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agronômicas Campus de Botucatu, Botucatu, 2016.
NEVES, L.C.; MANZIONE, R.L.; VIEITES, R. L. RADIAÇÃO GAMA NA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DA NECTARINA (Prunus persica variedade. ‘Nucipersica’) FRIGOCONSERVADA. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 24, n. 3, p. 676-679, dezembro 2009.
O´BEIRNE, D. Irradiation of fruits and vegetables: applications and issues. Professional Horticulture, Oxford, v. 3, n. 1, p. 12-19, 1989.
OH, S. H.; LEE, Y. S.; KIM, J. H.; KIM, J. H.; LEE, J. W.; KIM, M. R.; YOOK, H, S.; BYUN, M. W. Effects of pH on non-enzymatic browning reaction during y-irradiação processing using sugar and sugar-glycine solution. Food Chemistry, v.94, p-420-427, Amsterdan, 2006.
REGO, F. A. O.; ALVES, R. E.; LIMA, E. D. P. A.; SILVA, H.; SILVA, A. Q. Caracterização física e química de diferentes frutos da família Annonaceae. In: CONGRESSO BRASILEIRO FRUTICULTURA, 10., 1989, Fortaleza: Resumos... Fortaleza: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 1989. p. 493-7.
RIBEIRO, E. P.; SERAVALLI, E. A. G. Química de alimentos. 2ªed. São Paulo. Editora Edgard Blücher Ltda, 196 páginas, 2007.
SILVA, Ana Veruska Cruz da; MUNIZ, Evandro Neves. QUALIDADE DE ATEMÓIA COLHIDA EM DOIS ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO. Revista Caatinga, Mossoró, v. 24, n. 4, p. 9-13, 2011.
SOUSA, F. C.; SOUZA, E. P.; CRUZ, C. S. A; GOMES, J. P.; ALMEIDA, F. A. C. PARÂMETROS FÍSICOS E FÍSICO-QUÍMICOS DA ATEMÓIA ‘GEFNER’ EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v. 15, n. 3, p. 329-324, 2013.
TEZOTTO, Jaqueline Uliana V. et al. Radiação Gama em Produtos de Origem Vegetal. Revista Virtual de Química, Piracicaba, v. 7, n. 1, p. 267-277, nov. 2014.
TORRES, Liz Maria Abi Rached. CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE ATEMÓIA cv. 'THOMPSON'. 2008. 149 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Farmácia, Ciência dos Alimentos, Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2008.
VENTURA, Diana et al. UTLIZAÇÃO DA IRRADIAÇÃO NO TRATAMENTO DE ALIMENTOS: PROCESSAMENTO GERAL DE ALIMENTOS – MÓDULO II. Coimbra: Escola Superior Agrária de Coimbra, 2010. 31 p. Disponível em: <http://www.esac.pt/noronha/pga/0910/trabalho_mod2/irradiacao_grupo4_t2_word.pdf>. Acesso em: 31 out. 2017.
VIEITES, R. L. Conservação pós-colheita do tomate através do uso da radiação gama, cera e saco de polietileno, armazenados em condições de refrigeração e ambiente. 1998. 131f. Diss. Tese (Livre-Docência) - Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 1998.
VIEITES, R. L.; EVANGELISTA, R.M.; CAMPOS, A.J. Efeito da embalagem e da irradiação gama no controle da contaminação microbiana da manga minimamente processada. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 25, n. 3, p. 197-206, 20 ago. 2004.

Publicado

2020-10-08

Como Citar

MARTINS VIEIRA, G. H. (2020). IRRADIAÇÃO IONIZANTE EM PÓS-COLHEITA DE ATEMOIA CULTIVAR ‘THOMPSON’. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 16(5), 67-81. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/3475