CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DE ALFACE EM RESPOSTA A NÍVEIS DE DRILOCOMPOSTO E NPK

  • Angelita Aparecida Coutinho Picazevicz Instituto Federal de Rondônia
  • Arnaldo Libório Santos Filho Instituto Federal de Rondônia
  • Leonardo dos Santos França Shockness Instituto Federal de Rondônia
  • Luana Silva Lima Instituto Federal de Rondônia
  • Karoliny Fim da Silva Instituto Federal de Rondônia
  • Marcos Vinícios Lourenço Amorim Instituto Federal de Rondônia
  • Kailainy Dellarmelino Instituto Federal de Rondônia
  • Thayna de Oliveira Lima Instituto Federal de Rondônia
Palavras-chave: Lactuca sativa; adubo orgânico; fertilizante químico

Resumo

Objetivou-se nesta pesquisa avaliar os efeitos de níveis de drilocomposto e da adubação com NPK no crescimento e produção de alface. O experimento foi realizado em casa de vegetação, no delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 6 x 2, com 4 repetições, considerando seis níveis de drilocomposto (0; 25; 50; 75; 100 e 125 g/planta) e ausência e presença de adubação com NPK. As variáveis analisadas foram: número de folhas total e comercial, a massa da parte aérea fresca comercial e total, além das massas da parte aérea total e comercial, da raiz e total secas. Verificou-se interação dupla entre o drilocomposto e a adubação com NPK para as variáveis avaliadas, exceto para a massa seca de raiz que teve efeito isolado dos níveis do adubo orgânico utilizado. A adubação com NPK aumentou o crescimento e produção de alface quando não teve aplicação do drilocomposto. Da mesma forma, que os níveis deste adubo aumentou o crescimento e produção de alface somente na ausência de NPK.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arnaldo Libório Santos Filho, Instituto Federal de Rondônia

Possui Mestrado em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (2007), Graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2005), atualmente cursa Doutorado em Agronomia pela UNESP-Ilha Solteira. É Engenheiro Agrônomo do IFRO-Campus Cacoal.

Leonardo dos Santos França Shockness, Instituto Federal de Rondônia

Bacharel em Agronomia pela Universidade Federal de Rondônia (UNIR), tendo participado pela mesma como Bolsista de PIBIC (2009-2010) e Monitor de Química Geral e Analítica (2011 e 2012). Mestre pela UFRRJ no Curso de Pós-Graduação em Agronomia - Ciências do Solo. Atualmente Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia - IFRO Campus Cacoal.

Luana Silva Lima, Instituto Federal de Rondônia

Acadêmica do Curso Tecnologia em Agronegócio do Instituto Federal de Rondônia/Campus Cacoal.

Karoliny Fim da Silva, Instituto Federal de Rondônia

Estudante do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Rondônia/Campus Cacoal.

Marcos Vinícios Lourenço Amorim, Instituto Federal de Rondônia

Estudante do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Rondônia/Campus Cacoal.

Kailainy Dellarmelino, Instituto Federal de Rondônia

Estudante do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Rondônia/Campus Cacoal.

Thayna de Oliveira Lima, Instituto Federal de Rondônia

Estudante do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Rondônia/Campus Cacoal.

Referências

BARTLETT, M. S. Properties of sufficiency and statistical tests. Proceedings of the Royal Society of London, London, v. 160A, n. 901, p. 268-282, May 1937.

COTTA, J. A. de O.; CARVALHO, N. L. C.; BRUM, T. da S.; REZENDE, M. O. de O. Compostagem versus vermicompostagem: comparação das técnicas utilizando resíduos vegetais, esterco bovino e serragem. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 20, n. 1, p. 65-78, jan./mar. 2015.

DORES-SILVA, P. R.; LANDGRAF, M. D.; REZENDE, M. O. de O. Processo de estabilização de resíduos orgânicos: vermicompostagem x compostagem. Química Nova, v. 36, n. 5, p. 640-645, out. 2013.

EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 1997. 212 p.

FARIAS, D. B. dos S.; LUCAS, A. A. T.; MOREIRA, M. A.; NASCIMENTO, L. F. de A.; SÁ FILHO, J. C. F. de. Cobertura do solo e adubação orgânica na produção de alface. Revista de Ciências Agrárias, Belém, v. 60, n. 2, p. 173-176, abr./jun. 2017.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. ed. Viçosa, MG: Editora UFV, 2008.

GRUBBS, F. E. Procedures for detecting outlying observations in samples. Technometrics, Princeton, v. 11, n. 1, p. 1-21, Feb. 1969.

CANTARELLA, H.; DUARTE, A. P. Manejo da fertilidade do solo para a cultura do milho. In: GALVÃO, J. C. C.; MIRANDA, G. V. (Ed.). Tecnologias de produção do milho. 3. ed. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2014. p. 139-182.

MARIN, V. A.; BALDANI, V. L. D.; TEIXEIRA, K. R. dos S.; BALDANI, J. I. Fixação biológica de nitrogênio: bactérias fixadoras de nitrogênio de importância para a agricultura tropical. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 1999. 24 p. (Documentos, 91).

MARTÍN, J. D.; SCHIEDECK, G. Nível de desenvolvimento e potencial da minhocultura e da vermicompostagem. In: ANJOS, J. L. dos; AQUINO, A. M. de; SCHIEDECK, G. (Ed.). Minhoculura e vermicompostagem: interface com sistemas de produção, meio ambiente e agricultura de base familiar. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2015. P. 9-39.

MAZZUCHELLI, E. H. L.; MAZZUCHELLI, R. de C. L.; BALDOTTO, P. V. Produção de alface utilizando-se húmus e doses de adubo mineral acondicionados em garrafa pet. Colloquium Agrariae, Presidente Prudente, v. 10, n. Especial, p. 62-69, jul./dez. 2014.

PEREIRA, D. C.; WILSEN NETO, A.; NÓBREGA, L. H. P. Adubação orgânica e algumas aplicações agrícolas. Varia Scientia Agrárias, Cascavel, v. 3, n. 2, p. 159-174, jul./dez. 2013.

SANTOS, J. F. dos; XAVIER, J. de F.; MENINO, I. B.; BRITO, L. de M. P.; LEITE, J. E. M. Produção de alface sob doses de vermicomposto em sistema agroecológico. In: CONGRESSO TÉCNICO CIENTÍFICO DA ENGENHARIA E DA AGRONOMIA, 73., 2016. Foz do Iguaçu. Resumo...Foz do Iguaçu: Semana Oficial de Engenharia e Agronomia. 2016. P. 1-5.

SHAPIRO, S. S.; WILK, M. B. An analysis of variance test for normality. Biometrika, Oxford, v. 52, n. 3/4, p.591-611, Dec. 1965.

SILVA, F. A. de M.; BOAS, R. L. V.; SILVA, R. B. Resposta da alface à adubação nitrogenada com diferentes compostos orgânicos em dois ciclos sucessivos. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 32, n. 1, p. 131-137, jan./mar. 2010.

SILVA, N. R. da; CAMARGO, A. P. F.; WANGEN, D. R. B. Produção orgânica de alface adubada com diferentes tipos decompostos orgânicos. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 9, n. 17, p. 2153-2158, dez. 2013.

TEODORO, M. S.; SEIXAS, F. J. dos S.; LACERDA, M. N. de; ARAÚJO, L. M. da S. Produção de alface (Lactuca sativa L.) sob diferentes doses de vermicomposto. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 11, n. 1, p. 18-22, jan./mar. 2016.
Publicado
2020-06-03
Como Citar
Coutinho Picazevicz, A. A., Santos Filho, A. L., Shockness, L. dos S. F., Silva Lima, L., da Silva, K. F., Amorim, M. V. L., Dellarmelino, K., & Lima, T. de O. (2020). CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DE ALFACE EM RESPOSTA A NÍVEIS DE DRILOCOMPOSTO E NPK. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 16(3), 18-26. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/3359