EMERGÊNCIA E CRESCIMENTO DE Urochloa brizantha cv. Marandu EM FUNÇÃO DO INCRUSTAMENTO DA SEMENTE E PROFUNDIDADE DE SEMEADURA

Resumo

A integração lavoura-pecuária (ILP) consiste na adoção de várias técnicas para melhor aproveitamento de áreas, formação e recuperação de pastagens degradadas. As espécies do gênero Urochloa tem-se destacado na ILP e o tipo de semente utilizada e a profundidade de semeadura são fundamentais para o estabelecimento e produção da forrageira. Objetivou-se nesta pesquisa avaliar a emergência e o crescimento de plantas de Urochloa brizantha cv. Marandu, oriundas de sementes incrustadas ou não, semeadas em diferentes profundidades e solos. O delineamento usado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 2x5, composto por dois tipos de sementes (incrustadas ou não) semeadas em cinco profundidades (0; 1; 2,5; 5; 10cm) em solos de textura franco argilo arenosa (TFAA) e argilosa (TA). Plantas de U. brizantha oriundas de sementes incrustadas e estabelecidas em solo de TFAA apresentaram maior emergência, mas menor crescimento em relação às plantas provindas de sementes não incrustadas. Em solo de TA, o uso de sementes incrustadas promoveu maior índice de velocidade de emergência, mas menor crescimento das plantas. A semeadura de U. brizantha com sementes incrustadas e não incrustadas a 1,0 e 2,5 cm de profundidade proporcionaram maior velocidade de emergência, independente da textura do solo. Após o corte da forrageira, o maior perfilhamento da rebrota foi observado em plantas oriundas de sementes não incrustadas e semeadas em solo de TA até 2,5 cm de profundidade. Na rebrota, não houve efeito dos tratamentos sobre o rendimento de foragem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Dorneles de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Graduando em Agronomia (IF Goiano)

Leandro Spíndola Pereira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Graduando em Agronomia (IF Goiano)

Gustavo Silva de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Graduando em Agronomia (IF Goiano)

Jeovane Nascimento Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Mestre em Ciências Agrárias (IF Goiano), doutorando (IF Goiano)

Estevam Matheus Costa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Agrônomo (UEMG), mestrando (IF Goiano)

Higor Ferreira da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Graduando em agronomia (IF Goiano)

Jacson Zuchi, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Doutor em Fitotecnia (UFV), Professor (IF Goiano)

ADRIANO JAKELAITIS, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Doutor em Fitotecnia (UFV), Professor (IF Goiano)

Publicado
2019-10-03
Como Citar
Sousa, G. D. de, Pereira, L. S., Oliveira, G. S. de, Silva, J. N., Costa, E. M., Silva, H. F. da, Zuchi, J., & JAKELAITIS, A. (2019). EMERGÊNCIA E CRESCIMENTO DE Urochloa brizantha cv. Marandu EM FUNÇÃO DO INCRUSTAMENTO DA SEMENTE E PROFUNDIDADE DE SEMEADURA. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 15(5), 33-41. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2874