AÇAFRÃO EM PÓ (Curcuma longa L.) EM DIETAS DE FRANGOS DE CORTE

  • João Paulo Belém de Sousa Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Goiano
  • Mônica Maria de Almeida Brainer Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Brena Cristine Rosário Silva Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Paulo Ricardo de Sá da Costa Leite Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Jean Martins de Souza Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Thony Assis Carvalho Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Ronaildo Fabino Neto Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
  • Vilson Matias Pinto Instituto Federal Goiano - IFG, Campus Ceres
Palavras-chave: aditivo fitogênico, Curcumina, promotor de crescimento, rendimento de carcaça, viabilidade econômica

Resumo

Objetivou-se avaliar os efeitos da inclusão de diferentes níveis de açafrão em pó (Curcuma longa L.) na ração de frangos de corte em comparação ao antibiótico promotor de crescimento. Foram utilizados 720 pintos de corte de 1 dia, da linhagem Cobb, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 5x2 (cinco tratamentos e dois sexos), com quatro repetições e 18 aves por unidade experimental. Os tratamentos foram: ração basal (RB) + 150 g/kg de bacitracina de zinco, RB sem aditivos, RB + 3,3 g/kg de açafrão, RB + 6,6 g/kg de açafrão e RB + 10 g/kg de açafrão. Avaliou-se o desempenho (peso vivo, consumo de ração, ganho de peso, conversão alimentar e mortalidade), rendimento de carcaça, peso relativo de vísceras e a rentabilidade econômica. Os dados obtidos foram submetidos à ANOVA e as médias dos tratamentos submetidas à análise de regressão e teste de Dunett a 5%. As aves alimentadas com açafrão não apresentaram diferenças entre as variáveis de desempenho, rendimento de carcaça e peso relativo de vísceras, quando comparadas às aves suplementadas ou não com antibiótico. A inclusão de 3,3 g/kg de açafrão apresentou índice de rentabilidade semelhante ao tratamento RB + 150 g/kg de bacitracina de zinco. Portanto, a suplementação de açafrão em pó na dieta de frangos de corte tem ação no desempenho produtivo, no rendimento de carcaça e de cortes nobres, peso relativo de vísceras e comprimento de intestinos das aves semelhante ao antibiótico promotor de crescimento, sendo o nível 3,3 g/kg o que apresenta a melhor rentabilidade econômica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-15
Como Citar
Sousa, J. P. B. de, Brainer, M. M. de A., Rosário Silva, B. C., Leite, P. R. de S. da C., Souza, J. M. de, Carvalho, T. A., Fabino Neto, R., & Pinto, V. M. (2018). AÇAFRÃO EM PÓ (Curcuma longa L.) EM DIETAS DE FRANGOS DE CORTE. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 13(2), 97-108. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2093