SELETIVIDADE DE HERBICIDAS À GRAMA BATATAIS E SUA RELAÇÃO COM AS CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS FOLIARES

  • Renata Pereira Marques Instituto Federal Goiano
  • Dagoberto Matins UNESP - FCAV
  • Roberto Antonio Rodella IBB
  • Saulo Ítalo de Almeida Costa Terracal Alimentos e Bioenergia
Palavras-chave: Análise de Agrupamento, Anatomia vegetal, Gramados, Paspalum notatum

Resumo

Objetivou-se com esse trabalho avaliar a seletividade de herbicidas aplicados em pós-emergência sobre Paspalum notatum L. (grama Batatais), bem como relacionar a seletividade destes herbicidas com a anatomia foliar desta espécie de grama. Os tratamentos constituíram-se pela aplicação dos herbicidas bentazon (720 g ha-1), nicosulfuron (50 g ha-1), halosulfuron (112,5 g ha-1), oxadiazon (875 g ha-1) e 2,4-D (698 g ha-1), além de um tratamento controle sem aplicação de herbicidas. As avaliações de fitointoxicação foram realizadas a cada 7 dias após a aplicação dos herbicidas (DAA) até o desaparecimento dos sintomas. A análise anatômica foliar desta espécie foi realizada coletando suas folhas ao 35o DAA. Avaliaram-se os caracteres quantitativos da quilha e da asa do limbo foliar de grama Batatais e os resultados foram submetidos à Análise de Agrupamento. Os caracteres morfológicos das gramas (caracteres biométricos), como a altura de planta e massa seca também foram avaliados. Os herbicidas bentazon, nicosulfuron, halosulfuron, oxadiazon e 2,4-D causaram injúrias sobre P. notatum, as quais dissiparam-se até os 35 DAA, exceto os sintomas causados pelo nicosulfuron. Aos 35 DAA o 2,4-D foi o único herbicida que não afetou a altura de plantas. Não foram observadas diferenças entre os tratamentos quanto à massa seca das plantas. A Análise de Agrupamento resultou na formação de dois grupos distintos, sendo que o primeiro grupo formou-se pelo tratamento controle, com os herbicidas bentazon, halosulfuron e 2,4-D; o segundo grupo foi representado pelos herbicidas nicosulfuron e oxadiazon. Os herbicidas que constituíram o segundo grupo foram os menos seletivos à espécie.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Pereira Marques, Instituto Federal Goiano
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (2006), mestrado em Agronomia (Agricultura) pela Faculdade de Ciências Agronômicas (2009) e doutorado em Agronomia (Agricultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2012). Atualmente é docente do Instituto Federal Goiano. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Matologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Controle químico de plantas daninhas, biologia de plantas daninhas, anatomia foliar de gramíneas, seletividade de herbicidas
Dagoberto Matins, UNESP - FCAV
Possui graduação em Agronomia (1984), mestrado (1988) e doutorado (1992) em Agronomia - Produção Vegetal pela FCAV/UNESP de Jaboticabal/SP. Atualmente é Prof. Livre Docente da FCAV/UNESP de Jaboticabal/SP (2004). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Matologia, atuando principalmente nos seguintes temas: planta daninha, herbicida, planta aquática, seletividade, biotecnologia, levantamento de flora, alelopatia, anatomia, tecnologia de aplicação de defensivos e reguladores de crescimento. Apresenta inserção internacional por meio de publicações em revistas do exterior e de parceria com professores de outros países da área de matologia. em estudos de manejo de de plantas daninhas e reguladores de crescimento em gramados.
Roberto Antonio Rodella, IBB
Graduação (1974) em Engenharia Agronômica pela Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Mestrado (1981) em Agronomia (Produção Vegetal) pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Doutorado (1987) em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pelo Instituto de Biociências de Rio Claro, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Atualmente é Professor Assistente Doutor do Departamento de Botânica, do Instituto de Biociências de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Anatomia Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: anatomia foliar, anatomia quantitativa, anatomia de órgãos vegetativos, anatomia de plantas de interesse econômico, anatomia aplicada e plantas daninhas.
Saulo Ítalo de Almeida Costa, Terracal Alimentos e Bioenergia
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Alagoas (2008), mestre e doutor em produção vegetal pelo programa Agricultura da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, câmpus de Botucatu. Durante a graduação foi estagiário do Programa de Melhoramento Genético de Cana-de-Açúcar (PMGCA), estagiário da Usina Caéte, unidade Cachoeira em Maceió - AL. Iniciou o mestrado em 2008 terminando-o em 2010 com o trabalho de dissertação intitulado "SELETIVIDADE DO HERBICIDA SAFLUFENACIL APLICADO EM PÓS-EMERGÊNCIA EM DEZ VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR NA CONDIÇÃO DE SOCA". Dando continuidade a pós-graduação, iniciou o doutorado em 2010, concluindo-o em 03 de Julho de 2014 com o trabalho de tese intitulado "AVALIAÇÃO DO HERBICIDA SAFLUFENACIL NO CONTROLE DE IPOMOEA GRANDIFOLIA E EUPHORBIA HETEROPHYLLA NO SISTEMA DE CANA CRUA". Durante a pós graduação foi estagiário do United States Department of Agricultura (USDA) e Ohio State University de julho a novembro de 2012, desenvolvendo trabalhos com ênfase em tecnologia de aplicação de defensivos agrícolas. Foi assistente técnico de desenvolvimento de mercado na FMC entre Agosto e Novembro de 2013. Atualmente, trabalha no setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Terracal Alimentos e Bioenergia.
Publicado
2017-12-19
Como Citar
Marques, R. P., Matins, D., Rodella, R. A., & Costa, S. Ítalo de A. (2017). SELETIVIDADE DE HERBICIDAS À GRAMA BATATAIS E SUA RELAÇÃO COM AS CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS FOLIARES. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 13(2), 67-75. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/1883