ÍNDICE DE REFLETÂNCIA NA ESTIMATIVA DA ÁREA FOLIAR E BIOMASSA DAS FOLHAS EM FEIJÃO-COMUM

Autores

  • Arthur Vieira de Santana
  • Alexandre Heinemann Embrapa Arroz e Feijão
  • Luís Fernando Stone
  • Adriano Stephan Nascente

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris, refletância, sensoriamento, indicadores biofísicos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar o IAF e a MSF em feijão-comum a partir do NDVI e correlacioná-los com a produtividade da cultura. Foram conduzidos dois experimentos em campo, em 17/05e 03/07/2013, utilizando-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, nos quais foram comparados quatro genótipos, Pérola, BAT 477, BRS Pontal e BRS Agreste. Os dados de NDVI foram obtidos com sensor radiométrico de campo e os dados das variáveis IAF e MSF por amostras destrutivas. A produtividade não apresentou diferença estatística entre os genótipos para as duas datas de semeadura, diferindo apenas entre as datas de semeadura, com maior valor na primeira. O IAF e a MSF estimados por meio do NDVI apresentaram desempenho satisfatório, com valores de coeficientes de qualidade dos ajustes similares. O NDVI, para as duas datas de semeadura, saturou-se a partir dos50 dias após a emergência, devendo-se utilizar esse índice vegetativo principalmente na fase vegetativa da cultura. Por meio desse estudo concluiu-se que as variáveis biofísicas da cultura do feijão-comum, IAF e MSF, podem ser estimadas pelo NDVI, por meio de um modelo linear genérico. Tanto os IAF e MSF observados como os estimados por esse modelo correlacionaram-se positivamente com a produtividade do feijoeiro

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-01-11

Como Citar

Santana, A. V. de, Heinemann, A., Stone, L. F., & Nascente, A. S. (2017). ÍNDICE DE REFLETÂNCIA NA ESTIMATIVA DA ÁREA FOLIAR E BIOMASSA DAS FOLHAS EM FEIJÃO-COMUM. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 12(1), 07–19. Recuperado de http://journal.unoeste.br/index.php/ca/article/view/1530

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)